PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Cotações

Bolsa fica estável no dia, mas sobe 2,27% na semana; Dólar vai a R$ 4,095

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Do UOL, em São Paulo

20/12/2019 17h07

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou o dia praticamente estável, com leve queda de 0,01%, encerrando a sessão em 115.121,08 pontos. Na semana, que foi marcada por recordes seguidos de fechamento, a Bolsa teve valorização de 2,27%, ampliando a alta no mês para 6,36%.

O dólar comercial fechou o dia em alta de 0,79%, a R$ 4,095 na venda. A moeda teve o maior avanço diário desde 8 de novembro, quando subiu 1,83%.

Na semana, o dólar acumulou queda de 0,33%. Foi a terceira semana seguida que a moeda fechou em baixa, o que não era visto desde junho.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para turistas, o valor é sempre maior.

Expectativas para 2020

Investidores seguem otimistas com as perspectivas favoráveis para a economia brasileira em 2020.

"Para a Bolsa, o que interessa são os resultados de empresas. E, neste momento, os sinais de aceleração do crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) melhoram as perspectivas dos lucros, o que favorece as ações", disse o gestor Henrique Bredda, da Alaska Asset Management, à agência de notícias Reuters.

Do calendário da semana, o destaque nos dados de atividade econômica foi a criação de 99.232 vagas com carteira assinada, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia, melhor resultado para o mês desde 2010 e quase o dobro do esperado por analistas de mercado.

No cenário externo, segue a trégua no embate comercial entre Estados Unidos e China após um acordo parcial.

*Com Reuters

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Cotações