Bolsa sobe pelo 2ª dia e mantém os 132 mil pontos; dólar fecha em R$ 4,871

O Ibovespa emendou sua segunda alta consecutiva, esta de 0,31%, e chegou aos 132.426,54 pontos. Os ganhos de hoje, porém, não foram suficientes para recuperar as perdas da última semana, quando o principal índice da Bolsa de Valores brasileira (B3) recuou 1,61%.

Já dólar fechou praticamente estável, em leve queda de 0,02%, vendido a R$ 4,871. Na semana passada, a moeda americana subiu 0,4% frente ao real.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial (saiba mais clicando aqui). Para quem vai viajar e precisa comprar moeda em corretoras de câmbio, a referência é o dólar turismo, e o valor é bem mais alto.

O que aconteceu

Mercado espera por dados de inflação dos EUA, que saem na quinta (11). Os números são importantes para balizar as expectativas dos investidores quanto à trajetória dos juros americanos. Por ora, a maior parte do mercado aposta que o Fed (Federal Reserve, o Banco Central dos EUA) vai começar a reduzir as taxas a partir da reunião de política monetária de março.

Alta dos preços impacta os juros, o que pode beneficiar o dólar. Caso os dados dos EUA indiquem algum descontrole da inflação, a tendência é de que o Fed mantenha os juros em patamar elevado por mais tempo. No geral, juros mais altos nos EUA tornam o mercado de renda fixa americano mais atrativo aos investidores, o que favorece o dólar.

Também há expectativa pelos números da inflação no Brasil. Os dados do IPCA de dezembro e do acumulado de 2023 serão divulgados no próximo dia 11 pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Espera-se que a inflação do ano fique dentro da faixa de tolerância da meta, que foi fixada em 3,25% (podendo variar de 1,75% a 4,75%).

Economistas estão esperando uma nova queda no número básico [da inflação dos EUA], e qualquer surpresa de alta dificulta a flexibilização do Fed, aumentando a recente alta do dólar.
Eduardo Moutinho, analista de mercado da Ebury

(*Com Reuters)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes