Bolsas

Câmbio

Jeito de trabalhar mudou, e estes 5 mantras de carreira não valem mais nada

Afonso Ferreira

Do UOL, em São Paulo

O mercado de trabalho já não é mais o mesmo. Com uma presença relevante de jovens com outra formação nas empresas, os objetivos e ideais de vida desses trabalhadores são diferentes da geração que os antecedeu.

Além disso, o avanço da tecnologia e a internet vêm revolucionando a maneira como as empresas atuam no mercado, de acordo a especialista em gestão estratégica de pessoas e coach executiva Cláudia Santos.

"Antes, os produtos e processos eram mais padronizados, estáveis e constantes. Hoje, eles passaram a ser mais complexos e voláteis, o que trouxe mudanças na conduta e no comportamento do empregador e dos funcionários", diz.

Leia também:

Diante desse cenário, alguns mantras da vida profissional ficaram ultrapassados. Veja a seguir cinco conselhos de carreira que já não se aplicam ao mercado atual, segundo a especialista Cláudia Santos e o coach e consultor de carreira Emerson Weslei Dias.

1. Faça carreira em uma só empresa

Até meados dos anos 2000, as empresas eram as principais responsáveis por guiar a carreira de seus funcionários. Por isso era mais comum ficar vários anos em uma mesma companhia. Atualmente, o profissional assumiu o controle sobre sua carreira e observa mais as possibilidades do mercado. Assim, trocar de empresa e testar novas funções não é mais visto como falta de comprometimento, mas sim como uma busca por conhecimento e por diferentes experiências.

2. Obedeça a seu chefe sem questionar

No passado, era comum as empresas serem mais formais, concentradoras e com uma hierarquia rígida, na qual o chefe mandava e o empregado obedecia sem questionar. Hoje, as empresas têm dado mais valor a profissionais com iniciativa, que sugerem mudanças, contribuem com novas ideias e se sintam parte do negócio.

3. Seja temido para ser respeitado

A liderança do passado tinha uma postura distante e tentava incitar o medo para ser respeitada. O líder atual deve ser um parceiro de sua equipe e construir uma relação com base na confiança. Porém é importante deixar claro quais são os limites dessa parceria, o que ajudará a identificar quando houver algum tipo de abuso causado pelo excesso de intimidade.

4. Ignore suas emoções

Embora continue sendo importante tomar decisões racionais, o componente emocional não deve ser ignorado. Algumas vezes é preciso correr riscos para atingir um objetivo, e o excesso de racionalidade pode atrapalhar. Esses riscos, porém, devem ser calculados e é necessário ter um plano de ação para o caso de algo dar errado.

5. Apresente resultados, independentemente dos meios

Antes, as empresas não se preocupavam tanto com a imagem e até estimulavam abertamente práticas predatórias e antiéticas entre seus funcionários. Hoje, essas atitudes são consideradas tóxicas no ambiente de trabalho. O profissional deve ter uma visão voltada para a reputação da empresa. Se ela polui, desmata ou ofende minorias, pode perder público e credibilidade no mercado.

Dar feedback é como fazer um sanduíche; entenda

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos