Só para assinantesAssine UOL

SNEL11 pagará R$ 1,55 em dividendos em junho; veja mais

O fundo imobiliário SNEL11 comunicou um novo pagamento de dividendos para junho, no valor de R$ 1,55 por cota. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (14), com o pagamento dos dividendos programado para o dia 25 de junho.

Os rendimentos anunciados são baseados nos ganhos obtidos em abril. No mês de maio, o fundo já havia distribuído R$ 1,55 por cota, resultando em um dividend yield de 1,17% considerando a cotação de R$ 132.

Apenas os cotistas que detiverem cotas até o final do pregão de hoje serão elegíveis para receber o valor.

Dessa forma, os rendimentos do fundo permaneceram estáveis. É importante lembrar que, conforme a legislação atual, os dividendos são isentos de Imposto de Renda para pessoas físicas.

Portanto, o fundo continua proporcionando rendimentos constantes, oferecendo aos cotistas uma renda isenta de tributos.

Dividendos do SNEL11

  • Rendimento: R$ 1,55
  • Data base: 14/06/2024
  • Data de pagamento: 25/06/2024
  • Período de referência: Maio
  • Dividend Yield mensal da distribuição: 1,17%

Fundo prepara desdobramento de cotas

O SNEL11 reportou um resultado de R$ 1,805 milhão em abril, e informou que a gestão vem mantendo o trabalho de alocação dos recursos captados na segunda emissão de cotas, encerrada no primeiro trimestre com a captação de R$ 88,8 milhões.

Segundo o relatório gerencial divulgado nesta quarta-feira (12), a equipe levantou um pipeline inicial de potenciais aquisições em valor superior a R$ 180 milhões. "Alguns filtros foram aplicados, chegando a um número de R$ 47 milhões aptos para assinatura e outros R$ 62 milhões em fase de negociação e/ou diligência", aponta o texto.

Continua após a publicidade

Para garantir o aumento da rentabilidade no curto prazo, a equipe optou por um mix entre ativos já em operação (brownfield) e ativos para desenvolvimento (greenfield). "O objetivo é aumentar a previsibilidade dos fluxos, aproveitando boas relações risco x retorno para o fundo", explicou a gestão.

Com relação aos ativos já em funcionamento, o FII SNEL11 conta agora com 3 usinas fotovoltaicas (UFVs) em operação, depois de a Cemigconcluir as obras de conexão da UFV San Remo 2. "Após esse marco, temos a previsão de que em breve as outras 5 UFVs também serão conectadas", diz o relatório.

Este material foi elaborado exclusivamente pelo Suno Notícias (sem nenhuma participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo nenhum tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco. Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

Deixe seu comentário

Só para assinantes