PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Ações da Amazon despencam 14%, puxadas por inflação, guerra e maior custo

PASCAL ROSSIGNOL
Imagem: PASCAL ROSSIGNOL
Conteúdo exclusivo para assinantes

Lílian Cunha

Colaboração para o UOL, de São Paulo

29/04/2022 11h57

A gigante americana do comércio eletrônico, a Amazon (AMZO34), teve um prejuízo líquido de US$ 3,8 bilhões no primeiro trimestre deste ano, o que derrubou as ações da empresa nesta sexta-feira (30). Um ano antes, a companhia havia lucrado US$ 8,1 bilhões. É o primeiro prejuízo trimestral desde 2015.

Em Nova York, na Nasdaq, as ações (AMZN) estão sendo vendidas a US$ 2.485,63, com queda de 14,02%. Na Bolsa brasileira, os recibos de ações caíram 8,78%, para R$ 77,52.

A baixa é tanta que a imprensa internacional divulgou que o fundador da Amazon, Jeff Bezos, viu bilhões de sua fortuna evaporarem em poucas horas, ainda no pré-mercado na Bolsa de Nova York.

E o que fazer com as ações? Confira abaixo o comentário de analistas para assinantes:

Qual o cenário da empresa?

O faturamento divulgado da Amazon foi de US$ 110,8 bilhões, com crescimento de 15%, conforme as previsões da empresa, mas abaixo dos US$ 111,6 bilhões que os analistas esperavam.

"As pessoas voltaram a comprar presencialmente, no comércio físico", diz Alexandre Constantini, estrategista da Catarina Capital.

Andy Jassy, presidente da Amazon, disse que a pandemia e a guerra entre Rússia e Ucrânia trouxeram "desafios incomuns" para a empresa. Segundo Jassy, a companhia precisou lidar com custos trabalhistas mais altos depois de aumentar seu time durante a pandemia, e ainda sofre com a queda nas vendas causada pela inflação.

"Para compensar alguns desses custos, a Amazon começou a cobrar uma sobretaxa de 5% para alguns de seus vendedores nos Estados Unidos", diz Breno Bonani, analista-chefe da VGR Asset.

Além disso, no último trimestre, a Amazon aumentou o preço de sua assinatura US Prime pela primeira vez em quatro anos para US$ 139, de US$ 119.

Vale comprar?

"Vale a pena esperar um pouco, uma semana talvez, para ver o que vai acontecer antes", diz Bonani. Para ele, a Amazon é uma boa empresa, apesar desse resultado negativo. Constantini diz o mesmo. "A Amazon é uma empresa que a gente gosta, e ela ainda tem em caixa US$ 65 bilhões", afirma.

Investidores brasileiros podem aplicar em empresas cotadas em bolsas americanas a partir de compra de recibos de ações — na Bolsa de Valores de São Paulo. São os chamados Brazilian Depositary Receipts, conhecidos como BDRs. Também é possível comprar a ação americana mesmo, abrindo uma conta em uma corretora internacional, e assim adquirir diretamente o papel ação.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.