Só para assinantesAssine UOL

4 pontos para entender por que a Vale já desvalorizou quase 12% este ano

Desde que o ano começou na Bolsa de Valores de São Paulo, as ações da Vale (VALE3) tiveram apenas um dia de alta, em 11 de janeiro, quando subiram 0,53%. Do dia 2 de janeiro até o dia (19), os papéis da empresa acumulam uma baixa de 11,79%, segundo a Economatica. Na segunda-feira (22), VALE3 continuava em queda, com baixa de 0,35%, cotada a R$ 67,86 por volta das 16h.

O que está acontecendo?

Existem pelo menos quatro fatores para a queda e o maior deles é a China. A venda de minério de ferro para a China representa 47,9% das receitas anuais da Vale. E elas estão em queda. "O mercado está sempre tentando antecipar como vai ser a demanda. Nesse momento, ele projeta uma queda mais acentuada nas exportações da Vale para a China este ano", diz Bruno Corano, especialista em mercado financeiro, em Nova York.

A queda já vem acontecendo desde 2020. Naquele ano, a China importou no total 1,169 bilhão de toneladas de ferro. Esse número caiu para 1,124 bilhão e depois para 1,06 bilhão nos anos de 2021 e 2022, respectivamente.

No terceiro trimestre do ano passado, a Vale teve queda no lucro. Entre julho, agosto e setembro, o lucro líquido aos acionistas foi de US$ 2,836 bilhões no terceiro trimestre de 2023, um recuo de 36,3% sobre igual período de 2022.

As vendas estão caindo porque a economia chinesa está patinando. Ao contrário do que aconteceu em muitos países, inclusive no Brasil, os chineses não tiveram um auxílio financeiro do governo durante a pandemia, explica Daniel Alberini, diretor de gestão na CTM/TM3. Agora, o comportamento do chinês não é de gastar, e sim de poupar. "E o governo não está criando estímulos para incentivar o consumo", diz Alberini. Com isso, o mercado imobiliário — o maior consumidor dos produtos da Vale — está sofrendo.

Há também um problema de câmbio, segundo ressaltou em relatório o Bank of America. (BofA). As moedas asiáticas como um todo já perderam 2% do valor frente ao dólar nos últimos 12 meses. O yuan chinês também.

Além disso, o preço do minério de ferro vem caindo. Só este ano, houve uma queda do valor do minério de aproximadamente 8% (Tradingview/ FEF1).

Outro fator que puxa as ações da vale para baixo é o movimento de venda em geral na Bolsa. "Há um movimento generalizado de realização de lucros dos ativos brasileiros, com o Ibovespa na terceira semana seguida de queda após as altas registradas entre novembro e dezembro", lembra Leandro Petrokas, diretor da Quantzed. Ou seja, o investidor vem vendendo ações para pôr o ganho dos últimos meses no bolso.

O quarto e último fator que leva a venda de VALE3 é a troca no comando da empresa. O mandato de três anos do atual diretor-presidente da mineradora, Eduardo Bartolomeo, termina em maio. Existe, segundo Alberini, o temor por alguns investidores de uma indicação de alguém do governo, já que o governo tem sua influência na empresa por meio do fundo de pensão do Banco do Brasil, a Previ, que é um dos maiores acionistas da Vale. "Mas indicar, todo mundo pode indicar. Não quer dizer nada", diz o especialista.

Continua após a publicidade

Esse fator, segundo alguns especialistas, tem um efeito limitado sobre as ações. "A Vale não é uma indústria de inovação, em que a gestão é determinante, como, por exemplo, acontece com a Microsoft", diz Corano. O produto da Vale não muda: é sempre o minério. "Nas indústrias de base, em particular a Vale, o gestor não tem uma capacidade de gestão tão significativa. Ele só precisa manter politicamente a empresa bem posicionada e priorizar a governança", afirma.

O que fazer com as ações?

Os analistas não sabem quando e nem se as ações devem parar de cair e se recuperar. Mas isso não é motivo para sair vendendo. "Entendemos que 2024 não é um ano de cenário claro de ser entendido para o setor de mineração e siderurgia, uma vez que o crescimento da economia real enfrenta diversos fatores de risco, principalmente inflação e tensões geopolíticas que estão se espalhando mundo afora", diz Petrokas.

Com o cenário atual, com economia chinesa apresentando resultados apenas ligeiramente positivos, mas sem um processo mais estável e duradouro, as ações devem apresentar um comportamento de alternância entre quedas e ligeiras recuperações, com os preços travados dentro de um range entre R$ 60 e R$ 75

Leandro Petrokas, diretor da Quantzed

Mas Alberini diz que não é hora de vender. Isso porque a Vale ainda deve pagar bons dividendos este ano e também porque deve acontecer uma recompra de ações, que pode gerar ganhos aos investidores. A Vale pagou R$ 28,9 bilhões em proventos aos seus acionistas no ano passado, segundo a plataforma Meu Dividendo. Um volume 13% menor do que no ano anterior, mas em linha com o esperado pelo mercado, considerando a queda no lucro.

Este material não é um relatório de análise, recomendação de investimento ou oferta de valor mobiliário. Este conteúdo é de responsabilidade do corpo jornalístico do UOL Economia, que possui liberdade editorial. Quaisquer opiniões de especialistas credenciados eventualmente utilizadas como amparo à matéria refletem exclusivamente as opiniões pessoais desses especialistas e foram elaboradas de forma independente do Universo Online S.A.. Este material tem objetivo informativo e não tem a finalidade de assegurar a existência de garantia de resultados futuros ou a isenção de riscos. Os produtos de investimentos mencionados podem não ser adequados para todos os perfis de investidores, sendo importante o preenchimento do questionário de suitability para identificação de produtos adequados ao seu perfil, bem como a consulta de especialistas de confiança antes de qualquer investimento. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura e não está isenta de tributação. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, a depender de condições de mercado, podendo resultar em perdas. O Universo Online S.A. se exime de toda e qualquer responsabilidade por eventuais prejuízos que venham a decorrer da utilização deste material.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora