Bolsas

Câmbio

G20 quer estimular o comércio para reativar a economia

Xangai, 10 Jul 2016 (AFP) - Os ministros do Comércio do G20, reunidos em Xangai, afirmaram neste domingo que estão dispostos a estimular os intercâmbios comerciais para reativar a economia mundial, apesar do crescente protecionismo, dos riscos provocados pelo Brexit e pelo excesso de capacidades siderúrgicas.

"A recuperação mundial é desigual (...) o comércio e os investimentos devem continuar sendo os motores essenciais do crescimento", afirmam em uma declaração os ministros e delegações das 20 grandes potências, que representam 80% do comércio do planeta.

Mas os dados são negativos: o ritmo de progressão dos intercâmbios internacionais desabou após a crise financeira e estagnou em 3% ao ano desde 2009, contra mais de 7% nas duas décadas anteriores.

"Seguimos comprometidos com uma economia mundial aberta e vamos trabalhar mais para a liberalização e a facilitação dos intercâmbios comerciais", afirmou o ministro chinês do Comércio, Gao Hucheng, ao citar os termos aprovados pelos participantes.

Em relação ao Brexit, o vice-ministro chinês do Comércio, Wang Shouwen, reconheceu que "evidentemente terá consequências a curto prazo no comércio mundial".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos