Presidente de empresa de segurança virtual renuncia após ameaças a Trump

Los Angeles, 17 Nov 2016 (AFP) - O presidente de uma empresa de segurança virtual com sede em San Diego, Califórnia, renunciou ao cargo depois de publicar em sua página do Facebook, que foi apagada, comentários com ameaças ao presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump.

Matt Harrigan, fundador da PacketSled, renunciou na terça-feira, depois que seu comentário on-line provocou reações e pedidos de investigação.

A empresa anunciou que aceitou a renúncia de Harrigan depois que ele admitiu ser o autor dos comentários da noite de 8 de novembro, quando ficou claro que o magnata seria o próximo presidente dos Estados Unidos.

No comentário repleto de insultos, Harrigan escreveu que conseguiria "um rifle de franco-atirador" e "ficarei no local adequado".

Aparentemente em um recado a Trump:, ele completou "Encontre um quarto conveniente na Casa Branca (...). Vou te encontrar".

"Quando tomamos conhecimento dos comentários, informamos imediatamente o serviço secreto e vamos cooperar com as investigações", informou a empresa em um comunicado.

Harrigan pediu desculpas no Twitter, alegando que os comentários eram uma "piada de mau gosto" retirada de contexto e que não tinha más intenções contra Trump.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos