Bolsas

Câmbio

21st Century Fox pagará US$ 14,8 bilhões pela britânica Sky

Nova York, 15 dez 2016 (AFP) - O gigante americano dos meios de comunicação 21st Century Fox, da família Murdoch, anunciou nesta quinta-feira (15) que desembolsará US$ 14,8 bilhões para adquirir a totalidade do grupo de televisão britânico Sky.

Em nota, a Fox disse ter chegado a um acordo com os administradores "independentes" da Sky para lhes apresentar uma oferta formal de compra por 61% das ações da Sky, as quais ainda não possui.

Segundo os termos do acordo, os acionistas da Sky receberão 10,75 libras por ação em dinheiro, por parte da Fox, que já detém 39% do grupo britânico.

A família Murdoch já havia tentado em 2012 assumir o controle da Sky, que na época se chamava BSkyB, mas precisou recuar em meio ao escândalo das escutas telefônicas de seu tabloide News of the World. O veículo acabou fechando.

A influência dos Murdoch não é bem vista por parte dos acionistas da Sky. Em outubro, aqueles que não têm relação nem com a 21st Century Fox, nem com a família, votaram por não renovar o mandato de James Murdoch, filho de Rupert, no conselho de administração.

"A estratégia racional dessa combinação é clara", disse a 21st Century Fox, no comunicado divulgado em Nova York.

"Cria-se um líder mundial em criação e em distribuição de conteúdos, reforça-se nossa posição em esportes e em entretenimento e nos dá singulares capacidades e tecnologias", avalia a nota.

"A marca Sky se agrega ao nosso portfólio, que inclui Fox, National Geographic e Star", completou a empresa.

"Como acionistas fundadores da Sky, estamos orgulhosos de termos participado de seu crescimento e desenvolvimento", disse o grupo Fox na nota.

A 21st Century Fox é uma das maiores companhias de entretenimento do mundo, abrangendo televisão por assinatura (cabo e satélite), filmes e serviços por satélite em seis continentes.

Os canais de televisão incluem Fox, Fox News Channel, Fox Business Network, National Geographic Channels, STAR India, 28 estações de televisão nos Estados Unidos e mais de 300 canais internacionais.

A operação precisa receber a aprovação das autoridades britânicas e dos acionistas independentes da Sky, o que não deve ser fácil.

A Fox espera fechar o negócio antes do fim de 2017 e promete uma indenização de US$ 200 milhões se a operação fracassar.

A iniciativa da Fox se dá em um contexto de grandes manobras dos grupos de mídia da Europa.

Recentemente, a Sky incorporou a seu grupo, de forma integral, a Sky Itália e a Sky Alemanha, o que lhe permite, com isso, prestar serviços em cinco grandes países europeus.

A Sky enfrenta, porém, uma forte concorrência. É o caso, por exemplo, da BT, que fortaleceu sua oferta com a transmissão das partidas do campeonato de futebol da Inglaterra.

jum/fz/cj/ma/tt/lr

21ST CENTURY FOX

SKY

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos