Bolsas

Câmbio

EUA: China mais fala do que faz sobre livre-comércio (futuro ministro)

Washington, 18 Jan 2017 (AFP) - A China fala mais de livre-comércio do que realmente pratica e é a mais protecionista das economias desenvolvidas, disse nesta quarta-feira o futuro secretário de Comércio dos Estados Unidos, Wilbur Ross.

Os chineses "têm as barreiras tarifárias e não tarifárias mais altas. Falam mais de livre-comércio do que realmente fazem na prática", disse Ross.

Seus comentários foram divulgados um dia depois de o presidente da China Xi Ping ter defendido no Fórum de Davos a liberalização do comércio mundial, na véspera da posse de Donald Trump.

Trump ameaçou com a aplicação de altas tarifas a produtos fabricados na China e no México, que segundo ele roubam empregos americanos.

Ross disse que a prioridade do governo de Trump será renegociar o Nafta, o tratado de livre-comércio entre Estados Unidos, Canadá e México.

"Logicamente que o Nafta será a primeira coisa que abordaremos. Devemos solidificar da melhor maneira a relação em nosso próprio território antes de encaminhar-nos a outras jurisdições", afirmou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos