Bolsas

Câmbio

Fnac busca parceiros para continuar no Brasil e diz que pode sair do país

  • Adriano Vizoni/Folha Imagem

A distribuidora de produtos eletrônicos, culturais e eletrodomésticos francesa Fnac Darty anunciou nesta terça-feira (28) que pode se retirar do Brasil.

Em comunicado ao mercado, o grupo informa que "começou um processo ativo para buscar um sócio que pode levar à retirada do país".

A Fnac está presente no Brasil desde o fim dos anos 1990, mas, há alguns anos, já tinha apontado dificuldades para atingir um nível crítico no país. O Brasil representa menos de 2% do volume de vendas total da Fnac, que possui 12 lojas no país.

Balanço financeiro

O lucro líquido ajustado do grupo foi de 54 milhões de euros, um aumento de 37% em relação ao ano anterior, segundo o comunicado.

O volume de negócios aumenta tanto em dados publicados (+43,6%) quanto em dados pró-forma (+1,9%), a 7,4 bilhões de euros. As vendas do grupo subiram 79,6% no quarto trimestre, segundo dados publicados.

No conjunto de 2016, "o grupo está em crescimento tanto na França (+2,1%) quanto em nível internacional (+1,3%)", indica o texto.

"Os resultados de 2016 da Fnac Darty são muito sólidos e de forte crescimento. Todos os índices são positivos", afirmou o presidente de Fnac Darty, Alexandre Bompard, citado no comunicado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos