Bolsas

Câmbio

China se abre a carne bovina dos EUA

Pequim, 21 Jun 2017 (AFP) - A China abriu oficialmente suas portas esta semana à carne bovina procedente dos Estados Unidos, após 14 anos de embargo, oferecendo aos criadores americanos acesso ao imenso mercado do gigante asiático.

Os carregamentos de carne procedentes dos Estados Unidos estão autorizados a entrar no território chinês a partir desta terça-feira, informou a administração para o controle de qualidade, inspeção e quarentena.

O fim do embargo foi anunciado no mês passado e apresentado como um dos primeiros resultados da aproximação entre os presidentes Donald Trump e Xi Jinping, após a reunião de abril nos Estados Unidos.

Pequim havia proibido por completo, a partir de 2003, as importações de carne bovina procedente dos Estados Unidos, após a descoberta do primeiro caso do mal da "vaca louca" no país.

Para garantir a qualidade da carne importada, a China exige três condições: os animais devem ter menos de 30 meses de idade e serem monitorados desde o estabelecimento de produção; devem ser produzidos e criados nos Estados Unidos; e abatidos nos Estados Unidos.

bur-amj/ehl/lr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos