Bolsas

Câmbio

Guerra custa US$ 226 bilhões à economia síria, diz Banco Mundial

Beirute, 10 Jul 2017 (AFP) - Os seis anos de conflito na Síria devastaram a infraestrutura e a economia do país. As perdas chegam a 226 bilhões de dólares, segundo estimativas do Banco Mundial (BM) publicadas nesta segunda-feira (10).

A guerra deixou mais 320 mortos e mais da metade da população deslocada desde seu início, em março de 2011.

Mas o BM estima que a devastação vai além do saldo de mortos e dos danos à infraestrutura.

"A guerra da Síria partiu em pedaços o tecido social e econômico do país", declarou o vice-presidente do BM para o Oriente Médio e a África do Norte, Hafez Ghanem.

"O número de vítimas é devastador, mas a guerra destrói também as instituições e os sistemas necessários para o funcionamento da sociedade, e recuperá-los será um desafio muito maior que a reconstrução das infraestruturas em si, um desafio que não para de crescer à medida que a guerra segue", afirmou.

Segundo o relatório do BM, as perdas acumuladas do PIB desde 2011 "são estimadas em 226 bilhões de dólares, cerca de quatro vezes o PIB da Síria em 2010".

A instituição ainda relata que o conflito danificou ou destruiu 27% do parque imobiliário e quase metade dos centros médicos e de educação.

Cerca de 538 mil vagas de emprego foram fechadas a cada ano entre 2010 e 2015. Além disso, três a cada quatro sírios em idade produtiva, em torno de 9 milhões de pessoas, não estão trabalhando, nem inscritos em escolas ou centros de formação.

"As consequências a longo prazo dessa inatividade serão uma perda coletiva do capital humano, levando a uma escassez de competências na Síria", disse.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos