Fed: EUA têm crescimento 'leve a moderado' em junho

Washington, 12 Jul 2017 (AFP) - A economia americana teve expansão "de leve a moderada" em junho, enquanto os sinais de alta da inflação foram escassos, apesar do baixo nível de desemprego, disse o Federal Reserve (Fed, o Banco Central americano) na quarta-feira (12).

A maior parte das regiões do país também esperam que a expansão continue nos próximos meses, mas empresários disseram ainda sentir a pressão para aumentar salários e benefícios para atrair trabalhadores qualificados, de acordo com o relatório do Fed sobre a situação econômica.

Essa publicação, que reúne relatórios dos 12 distritos do Fed, foi divulgada horas após sua presidente, Janet Yellen, dizer ao Congresso que a entidade ainda espera continuar aplicando um aumento gradual das taxas de juros para sustentar o crescimento da maior economia do mundo.

O Livro Bege do Fed é o documento que serve de base para as discussões de política monetária que o banco central do país terá daqui a duas semanas.

A queda nas vendas de automóveis foi motivo de preocupação e afetou o consumo em várias partes dos Estados Unidos. Para os produtores agrícolas, os resultados foram heterogêneos, já que muitas zonas sofreram graves secas, segundo o informe.

Os sinais de aumento da inflação são escassos. O Fed disse que os preços continuaram a subir "modestamente", e poucos distritos reportaram uma queda na inflação, atribuída aos preços mais baixos dos combustíveis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos