Bolsas

Câmbio

Membros da Opep se comprometem a respeitar acordo

Abu Dhabi, 8 Ago 2017 (AFP) - Produtores de petróleo decidiram nesta terça-feira manter o acordo de reduzir a produção para pressionar uma recuperação do preço, anunciou a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

Um painel técnico com membros do cartel e outros produtores, como a Rússia, fizeram o anúncio após dois dias de reuniões em Abu Dhabi.

O acordo firmado em novembro passado prevê a redução da produção até março de 2018, na expectativa de que os estoques mais baixos levem a uma alta dos preços.

Depois de uma recuperação inicial imediatamente após o acordo, os preços do barril estagnaram abaixo de 50 dólares.

Como alguns exportadores produziram mais que o acordado, o mercado não confia plenamente na habilidade da Opep de manter o pacto.

Mas, nesta terça, o cartel disse que os países presentes no encontro "permanecem firmes em seu compromisso de manter" o acordo de novembro.

A reunião, acompanhada pela Rússia e Arábia Saudita, decidiu que os países "vão ajudar a facilitar a plena conformidade" com os cortes de produção, afirmou.

No mês passado, a Opep disse que havia "espaço para melhorar" o acordo e pediu para os países signatários manterem o pacto.

A nova reunião em Abu Dhabi tinha por objetivo "avançar ainda mais" na adesão aos cortes, disse a Opep nesta terça. Segundo o cartel, o encontro foi produtivo.

Emirados Árabes Unidos, Iraque, Cazaquistão e Malásia teriam expressado "apoio integral ao atual mecanismo de monitoramento" do acordo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos