Bolsas

Câmbio

Presidente do Banco Central Europeu alerta contra protecionismo

Washington, 25 Ago 2017 (AFP) - O presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, advertiu, nesta sexta-feira, sobre os riscos do protecionismo comercial e os danos que pode provocar ao crescimento econômico mundial.

Draghi falou em um simpósio em Jackson Hole, em Wyoming, organizado pelo Federal Reserve (Fed, o Banco Central americano) e, como Janet Yellen, presidente do órgão americano, não fizeram comentários sobre o futuro da política monetária.

Apesar disso, assim que seu discurso foi divulgado, o euro subiu a 1,19 dólares, seu valor mais alto desde 2015.

Draghi pediu para evitarem "tentações protecionistas" e, para isso, sugeriu "identificar a forma de responder melhor ante o protecionismo".

O presidente americano Donald Trump quer aplicar uma política comercial que privilegie seu país. Ele já retirou os Estados Unidos do acordo Transpacífico, firmado por dez nações da região Ásia-Pacífico e renegocia com Canadá e México o Tratado Norte-Americano de Livre-Comércio (Nafta), que considera prejudicial ao país.

"Uma virada ao protecionismo causaria riscos sérios ao crescimento da produtividade e ao crescimento potencial da economia mundial", disse Draghi em seu discurso.

"Esse risco", completou, "é especialmente importante pelos desafios estruturais que pesam sobre as economias desenvolvidas".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos