PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Não há data limite para Canadá se juntar ao Nafta, diz mexicano López Obrador

28/09/2018 19h14

México, 28 Set 2018 (AFP) - O presidente eleito do México, Andrés Manuel López Obrador, disse nesta sexta-feira que não há prazo para o Canadá se juntar ao novo Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta, em inglês)

Ele também disse que Washington e Ottawa ainda estão buscando um acordo.

"Não há data limite (...), ainda há tempo para um acordo ser alcançado" e o Nafta "permanecer trilateral", disse López Obrador, que assumirá o cargo em 1º de dezembro, mas não está envolvido nas negociações para modernizar esse pacto de 1994.

López Obrador falou em um contexto no qual os congressos dos Estados Unidos e do México estão perto de receber o texto final de seu acordo bilateral sobre o Nafta. Washington e Ottawa, enquanto isso, estão mantendo suas negociações para superar as diferenças e, assim, adicionar o Canadá.

O presidente eleito do México disse que na quinta-feira ele falou por telefone com o primeiro-ministro canadense Justin Trudeau, que lhe disse que sua negociação ainda estava "difícil".

Trudeau "disse que a negociação estava muito difícil, que talvez não fosse possível, mas que eles já haviam feito uma proposta", disse López Obrador. Ele acrescentou que nesta sexta-feira, os Estados Unidos fizeram uma contraproposta ao Canadá, o que "significa que a negociação não foi fechada".

López Obrador disse que não quer "dar as costas ao Canadá", mas que, para ele, o capítulo entre os Estados Unidos e o México já está fechado.

"Não vamos reabrir o tratado, não vamos reabrir a negociação com os Estados Unidos, já concluímos esse assunto, estamos apenas aguardando o entendimento entre os Estados Unidos e o Canadá, queremos que esse entendimento seja dado", acrescentou.

Na negociação, Washington quer que o Canadá reduza a proteção ao seu setor de laticínios e cultura, enquanto Ottawa quer que os Estados Unidos admitam a preservação do atual sistema de resolução de conflitos entre os parceiros do Nafta.

O Senado mexicano, dominado pelo Morena, partido de esquerda de López Obrador, anunciou nesta sexta-feira que o secretário de Economia, Ildefonso Guajardo, lhe entregará o acordo entre o México e os Estados Unidos para sua eventual aprovação.

A Casa Branca, entretanto, disse que pretende assinar o novo Nafta com o México antes de 1 de dezembro, quando López Obrador assume. Isso significa que o texto final deve chegar ao Congresso americano também nesta sexta-feira.