PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Vice-presidente do Fed dá mais sinais de novos aumentos dos juros

25/10/2018 14h58

Washington, 25 Out 2018 (AFP) - A economia americana está em boa forma para continuar sua expansão, mas serão necessários nos aumentos das taxas de juros para controlar a inflação, disse nesta quinta-feira o novo vice-presidente do Federal Reserve (Fed, o Banco Central americano), Richard Clarida.

Em seu primeiro discurso público desde que assumiu o cargo após ser confirmado pelo Senado no fim de agosto, Clarida disse que mesmo após os três aumentos neste ano, a taxa básica de juros pode continuar a controlar o crescimento econômico.

"Mesmo após a decisão de setembro", quando o Fed aumentou a até 2,25% os juros, "acho que a política monetária americana continua sendo acomodatícia", afirmou Clarida.

"A taxa de fundos está agora, pela primeira vez em uma década, acima da meta de inflação do Fed" de 2%, disse em sua fala. "Acho que será apropriado um ajuste gradual adicional na taxa de fundos federais".

Sua visão está em linha com as declarações do presidente do Fed, Jerome Powell, e o comitê de políticas monetárias. Os mercados especial outra alta dos juros em dezembro e três ou quatro no ano que vem.

Clarida disse que mesmo com uma taxa de desemprego de 3,7% e em um momento em que os salários finalmente começam a subir, continua havendo "margem para que o mercado de trabalho se fortaleça ainda mais, sem gerar pressões inflacionárias".

Segundo Clarida, as famílias americanas hoje estão "bem posicionadas para manter ou até aumentar o consumo em relação aos lucros sobre a renda". Isso servirá como "um estímulo à economia, não um empecilho", junto com impostos mais baixos, disse.