PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Wall Street volta a fechar em queda, arrastada pelo petróleo

21/04/2020 18h43

Nova York, 21 Abr 2020 (AFP) - Wall Street voltou a fechar em queda nesta terça-feira (21), arrastada pelo petróleo, que enfrentou o segundo dia sombrio consecutivo.

O Dow Jones caiu 2,67%, a 23.018,88 pontos, enquanto o Nasdaq caiu 3,48%, a 8.263,23 unidades. O índice ampliado S&P 500 das maiores empresas na bolsa caiu 3,07%, a 2.736,56.

Nesta terça, depois de uma queda histórica na segunda, o barril de petróleo para entrega em maio, negociado em Nova York, voltou a operar no azul, mas o preço do barril com entrega para junho teve queda histórica de 43%.

A cotação do barril de WTI, cujo contrato expirava nesta terça, caiu na segunda pela primeira vez na história a níveis negativos, a -37,63 dólares, o que significa que os proprietários dos contratos de compra pagaram para encontrar compradores para o petróleo físico. Nesta terça, depois de vários vai-e-vens, este contrato fechou a 10,01 dólares.

Esta recuperação, no entanto, não antecipa uma mudança na tendência para as próximas semanas.

O barril para entrega em junho, que será a referência a partir de quarta, caiu 43%, a 11,57 dólares, algo nunca visto desde a criação destes contratos futuros, em 1983.

Em Londres, o barril de Brent do Mar do Norte, para entrega em junho, caiu 24,4% a 19,33 dólares, sua pior queda desde o início da guerra do Golfo, em 1991.

Para Art Hogan, da National Holdings, esta situação reflete o panorama econômico catastrófico nos Estados Unidos, duramente afetado pela pandemia.

"É o sinal de que um tsunami de más notícias nos espera", adverte este analista, que considera que a instabilidade dos mercados poderia prosseguir até que se alcance o pico de contaminação.

dho/jum/evs/mr/yow/mvv