PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Wall Street fecha em alta após melhora da saúde de Trump

05/10/2020 19h10

Nova York, 5 Out 2020 (AFP) - Os mercados americanos voltaram a subir nesta segunda-feira após a melhora no estado de saúde do presidente Donald Trump, que está com coronavírus e anunciou que deixará o hospital no final do dia.

"O presidente Trump declarou que deixaria o hospital à tarde, depois de ter reagido bem a vários tratamentos contra o coronavírus, incluindo um do Regeneron", observaram os analistas do Briefing.com.

Antes do anúncio de Trump, o índice Dow Jones Industrial Average subiu 1,68%, para 28.148,64 unidades. Enquanto isso, o tecnológico Nasdaq teve alta de 2,32%, a 11.332,49 unidades e o índice S&P 500 avançou 1,80%, a 3.408,60 unidades.

Essa alta foi verificada em outras bolsas de valores do mundo. Na Ásia, o Nikkei da bolsa de Tóquio valorizou 1,23% na segunda-feira e o Han Seng valorizou 1,32% em Hong Kong.

Enquanto isso, na Europa, os mercados subiram na segunda-feira, após notícias tranquilizadoras sobre o estado de saúde do presidente dos Estados Unidos.

Segundo Sam Stovall, do CFRA, "a história mostra que a maioria dos choques causados pela saúde de um presidente foi geralmente bem aceita pelo mercado".

Este analista de longa data dos movimentos de Wall Street afirmou que "as mortes dos presidentes Harding, Roosevelt e Kennedy, bem como outras surpresas médicas, levaram a baixas de 3% ou menos que não duraram mais do que alguns dias".

"O ataque cardíaco de Dwight Eisenhower em 1955 e seu diagnóstico de doença de Crohn em 1956 sozinho levaram a quedas de mais de 5% durante vários meses", acrescentou.

O mercado também vê com mais otimismo a possibilidade de um acordo bipartidário no Congresso para um novo pacote de ajuda econômica, dados os dados de emprego e a doença do presidente.

dho/juj/pcm/mr/yow/cc

Twitter

TD AMERITRADE HOLDING