PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

As principais verificações da AFP nesta semana

13/11/2020 10h53

Rio de Janeiro, 13 Nov 2020 (AFP) - 1 - QUEM TIVER CONTRAÍDO COVID-19 ATÉ 1º DE NOVEMBRO NÃO PODERÁ VOTAR NAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS

Publicações compartilhadas centenas de vezes em redes sociais alegam que quem tiver sido diagnosticado com covid-19 até 14 dias antes das eleições municipais, ou a partir de 1º de novembro, não poderá participar da votação do dia 15 do mesmo mês. O Tribunal Superior Eleitoral realmente recomenda que pessoas nessa situação fiquem em casa, mas elas não estão proibidas de votar caso queiram. Se não comparecerem às urnas, esses eleitores precisarão justificar sua ausência à autoridade eleitoral.

http://u.afp.com/VotacaoCovid19

2 - HORÁRIO EXCLUSIVO PARA IDOSOS NAS ELEIÇÕES DE 2020

Publicações que circulam nas redes sociais desde meados de outubro de 2020 afirmam que nas eleições municipais de 15 de novembro no horário entre 7h e 10h só poderão votar pessoas maiores de 60 anos, já que este é um grupo de risco da covid-19 e esta medida teria o objetivo de minimizar a chance de aglomeração. No entanto, isto é falso. De acordo com a orientação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o Plano de Segurança Eleitoral elaborado para o pleito, esta faixa de horário será preferencial para idosos, não exclusiva.

http://u.afp.com/HorarioVotacao

3 - VÍDEOS E FOTOS SÃO TIRADOS DE CONTEXTO PARA ACUSAR FRAUDE NOS EUA

Após o democrata Joe Biden ser declarado vencedor das eleições presidenciais norte-americanas com base em projeções, vídeos e fotos passaram a ser compartilhados nas redes para denunciar uma suposta fraude no processo. No entanto, um vídeo que parece mostrar eleitores depositando votos a mais em uma urna foi gravado, na verdade, na Rússia em 2018. Outra gravação, que supostamente mostraria votos pró-Trump sendo jogados fora, retratava o descarte de frango fora da validade na Arábia Saudita.

http://u.afp.com/CedulasEUA

http://u.afp.com/CaminhoesVotos

http://u.afp.com/MichiganFBI

http://u.afp.com/MesariosPensilvania

4 - AUMENTO REPENTINO DE VOTOS EM BIDEN PROVA MANIPULAÇÃO NAS ELEIÇÕES NORTE-AMERICANAS

Dois mapas em que se vê um aumento repentino de mais de 130 mil votos a favor do candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, em Michigan foram compartilhados mais de 5 mil vezes em redes sociais desde 4 de novembro, assegurando que se trata de uma evidência de fraude na eleição. No entanto, o aumento foi causado por um erro humano, quando um zero foi acrescentado acidentalmente enquanto os votos eram apurados. O erro foi corrigido rapidamente.

http://u.afp.com/MichiganFraude

5 - VOTOS PRÓ-TRUMP SÃO QUEIMADOS NOS EUA

Um vídeo em que uma pessoa queima documentos foi visualizado dezenas de milhares de vezes em redes sociais como evidência de uma suposta destruição de votos a favor do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. No entanto, as folhas queimadas eram amostras de cédulas de votação e não cédulas oficiais, como as utilizadas nas eleições do último dia 3 de novembro, explicou o governo local da cidade de Virginia Beach, no estado da Virgínia.

http://u.afp.com/VotosQueimados

6 - DETROIT ABRIU UM PROCESSO CONTRA IRREGULARIDADES NAS ELEIÇÕES DE 2020

Uma captura de tela da transmissão de um canal norte-americano que supostamente prova que houve fraude eleitoral em Detroit durante as presidenciais nos Estados Unidos foi publicada nas redes sociais, somando 12,6 mil interações desde o último dia 5 de novembro. A imagem, contudo, data de dezembro de 2019, quando uma fundação jurídica entrou com uma ação contra a cidade, acusando-a de fraude. O processo em questão foi finalizado em junho de 2020, meses antes do pleito de 3 de novembro.

http://u.afp.com/DetroitEleitores

7 - CARTEIRO FOI PRESO COM CÉDULAS ROUBADAS NOS EUA

Publicações que afirmam que um funcionário do Serviço Postal dos Estados Unidos foi preso na fronteira canadense com "cédulas roubadas" foram compartilhadas milhares de vezes em redes sociais desde o último dia 6 de novembro. Isso é enganoso: um funcionário dos correios foi detido com correspondência não entregue, mas apenas três cédulas não preenchidas para votos de ausentes foram encontradas entre os 813 itens identificados no veículo e ele não foi acusado de interferência eleitoral, de acordo com o Departamento de Justiça norte-americano.

http://u.afp.com/CedulasRoubadas

8 - GRÁFICOS DE MICHIGAN E WISCONSIN PROVAM FRAUDE EM ELEIÇÕES

Dois gráficos que mostram um aumento vertical para o democrata Joe Biden nos estados de Michigan e Wisconsin na apuração dos votos das presidenciais nos Estados Unidos foram compartilhados centenas de vezes nas redes sociais desde o último dia 4 de novembro em publicações que os utilizam para alegar a existência de uma fraude eleitoral. Mas isto é falso: os aumentos mostram o momento em que foram computados os votos dos condados de Wayne (Michigan) e Milwaukee (Wisconsin), redutos tradicionalmente democratas.

http://u.afp.com/GraficosEUA

9 - ENCOSTO DE CABEÇA SERVE PARA QUEBRAR A JANELA EM CASO DE EMERGÊNCIA

Publicações com a imagem dos bancos de um automóvel que afirmam que os encostos de cabeça são produzidos para serem propositalmente destacáveis a fim de que possam ser usados para quebrar o vidro em caso de emergência foram compartilhadas mais de 47,9 mil vezes nas redes sociais desde o início do ano. Além disso, indicam que isso seria viável já que as janelas são "facilmente quebráveis por dentro". Mas essas dicas não procedem: especialistas consultados pela AFP e normativas de órgãos reguladores mencionam o apoio de cabeça somente como um dispositivo que minimiza o impacto em caso de colisão.

http://u.afp.com/EncostoCabeca

mcp/