Wall Street fecha em leve alta e bolsa mantém viés positivo

A bolsa de Nova York fechou em leve alta nesta terça-feira (28), à espera dos dados da inflação desta semana, mantendo o viés positivo do mês de novembro.

O índice principal de Wall Street, o Dow Jones, subiu 0,24%, enquanto o tecnológico Nasdaq avançou 0,29% e o S&P 500 registrou alta de 0,10% no sino do fechamento.

O respiro observado na bolsa desde a segunda-feira segue o rastro de um mês de fortes altas.

As ações, que abriram em leve alta nesta terça, consolidaram seus lucros ao longo do dia depois das declarações de um governador do Federal Reserve (Fed, banco central americano), que pareceu sugerir que o ciclo de aumentos das taxas de juros para conter a inflação havia terminado.

Durante uma conferência em Washington, Christopher Waller mostrou-se "animado com os primeiros sinais de moderação da atividade econômica no quarto trimestre".

O Fed elevou suas taxas de juros para encarecer o crédito e, assim, desestimular o consumo e os investimentos, que fazem os preços subirem.

O mercado recebeu os comentários com otimismo, mas o dólar registrou queda abaixo da cota de US$ 1,10 por euro.

Estas declarações "deram ao mercado margem para avançar. E se tivermos boas notícias na quinta-feira com o índice de preços PCE (o mais seguido pelo Fed), isso poderia produzir um novo movimento de alta", afirmou Peter Cardillo, analista da Spartan Capital.

Entre os valores do dia, empresas varejistas registraram alta após os primeiros dados das vendas do feriado de Ação de Graças com a "Black Friday" e a "Cyber Monday", dias de grandes promoções.

Continua após a publicidade

Houve um recorde de compradores, com 200 milhões em cinco dias, presencialmente ou online - quatro milhões a mais que no ano passado, segundo a Federação Nacional de Varejistas.

As vendas online da segunda-feira, apelidada de "Cyber Monday" pelas ofertas de eletrônicos, alcançaram 12,4 bilhões de dólares (cerca de R$ 60,7 bilhões), 9,6% a mais que no ano passado, segundo uma pesquisa da Adobe Analytics.

Walmart (+1,24%), Home Depot (+0,80%) e Best Buy (+2,35%) registraram altas.

A Tesla, por sua vez, subiu 4,51% a 246,72 dólares após um aumento de emplacamento de seus veículos na China.

vmt/er/mr/ll/mvv/am

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes