Inflação anual acumulada nos EUA se estabiliza em 2,6% em dezembro

A inflação acumulada em 12 meses manteve-se estável nos Estados Unidos, em 2,6%, de acordo com o índice PCE divulgado nesta sexta-feira (26) pelo Departamento de Comércio, o dado mais seguido pelo Federal Reserve (Fed, o Banco Central americano). 

Na medição mensal, porém, a inflação registrou leve alta de 0,2% em dezembro passado, em comparação com o mês anterior, após os preços terem caído 0,1% entre outubro e novembro. 

Os dados estão em linha com o esperado pelos analistas, conforme consenso reunido pelo meio especializado Briefing.com.

Dias antes da reunião de política monetária do Fed na próxima semana, o índice mostrou uma inflação subjacente - que exclui os preços voláteis de alimentos e energia - que continua se moderando, em 2,9% nos 12 meses até dezembro. 

"Os dados de inflação apoiam uma mudança na composição da política (monetária) do FOMC este ano", disse a economista-chefe da High Frequency Economics, Rubeela Farooqi, em uma nota aos clientes. 

O FOMC manteve as taxas de juros altas na tentativa de conter a inflação. Taxas elevadas encarecem o crédito, desestimulando o consumo e o investimento, o que modera as pressões sobre os preços. 

O momento "exato" para um corte nas taxas "dependerá dos dados futuros, do mercado de trabalho, da inflação e do crescimento" da economia, acrescentou Farooqi. 

Corretores de futuros atribuem uma probabilidade de 97% de que o Fed mantenha as taxas inalteradas em sua reunião de terça e quarta-feiras da semana que vem, de acordo com o CME Group.

da/bys/mr/llu/tt

Continua após a publicidade

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes