PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

INSS adia atendimento presencial nas agências

Fila de triagem na agência do INSS, em Pinheiros, em São Paulo - Lucas Borges Teixeira/UOL
Fila de triagem na agência do INSS, em Pinheiros, em São Paulo Imagem: Lucas Borges Teixeira/UOL

21/08/2020 12h42Atualizada em 21/08/2020 20h42

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) adiou para setembro a retomada do atendimento presencial nas suas agências. A expectativa, até a tarde de hoje, era que o serviço voltasse presencialmente na segunda-feira (24).

A suspensão do atendimento nas unidades aconteceu em março em razão da pandemia de covid-19 e, desde então, o INSS e a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia vem prorrogando o atendimento remoto aos segurados e beneficiários.

Os canais remotos - Meu INSS e Central 135 - continuarão sendo utilizados mesmo após a reabertura das agências e serão adotadas medidas para simplificação dos procedimentos e a ampliação do prazo para cumprir exigências.

De acordo com o INSS, em um primeiro momento, o tempo de funcionamento das unidades da Previdência será parcial, com seis horas contínuas, e o atendimento será exclusivo aos segurados e beneficiários com agendamento prévio pelos canais remotos.

Também serão retomados os serviços que não possam ser realizados por meio dos canais de atendimento remotos como perícias médicas, avaliação social e reabilitação profissional.

A reabertura considerará as especificidades das 1.525 agências da Previdência Social em todo o Brasil. Aquelas que não reunirem as condições mínimas de segurança sanitária continuarão em regime de plantão reduzido para tirar dúvidas.

Cada unidade deverá avaliar o perfil do quadro de servidores e contratados, o volume de atendimentos realizados, a organização do espaço físico para o adequado distanciamento social, as medidas de limpeza e desinfecção dos ambientes e os equipamentos de proteção individual e coletiva.