PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Vítimas de enchentes em Jiquiriçá, na Bahia, poderão sacar FGTS; veja como

Cada trabalhador atingido pelas chuvas poderá retirar até R$ 6.220 até 14 de março, segundo a Caixa - Aloísio Maurício/Fotoarena/Estadão Conteúdo
Cada trabalhador atingido pelas chuvas poderá retirar até R$ 6.220 até 14 de março, segundo a Caixa Imagem: Aloísio Maurício/Fotoarena/Estadão Conteúdo

11/01/2022 21h06Atualizada em 11/01/2022 21h08

Os trabalhadores de Jiquiriçá (BA) poderão sacar, a partir de amanhã (12), o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) por calamidade. O município foi afetado por fortes enchentes no fim de ano.

Cada trabalhador atingido pelas enchentes poderá retirar até R$ 6.220. Somente poderão sacar o FGTS os moradores de endereços informados pela Defesa Civil dos municípios à Caixa Econômica Federal.

A retirada poderá ser pedida por meio do aplicativo FGTS até 14 de março. Basta o trabalhador abrir o aplicativo e escolher a opção "Meus Saques", sem a necessidade de comparecer a uma agência.

Os documentos — foto de documento de identidade e comprovante de residência em nome do trabalhador até 120 dias antes do desastre — poderão ser enviados pelo próprio aplicativo. Caso o comprovante de residência esteja em nome do cônjuge, será necessário também enviar certidão de casamento ou escritura pública de união estável. O documento também pode ser incluído no aplicativo.

Ao pedir o saque, o trabalhador poderá indicar o crédito em uma conta da Caixa ou de qualquer outro banco para receber os valores, sem nenhum custo. O prazo para retorno da análise e crédito em conta, caso aprovado o saque, é de cinco dias úteis.

Mais informações estão disponíveis no site da Caixa ou pelo telefone 0800-726-0207.

Até o momento, a Caixa autorizou o saque antecipado do FGTS para 11 municípios da Bahia e dois de Minas Gerais afetados pelas chuvas. Na Bahia, a medida também vale para os moradores de Canavieiras, Eunápolis, Gandu, Ilhéus, Itabuna, Itororó, Medeiros Neto, Mundo Novo, Prado e Teixeira de Freitas. Em Minas Gerais, os moradores de Águas Formosas e Machacalis podem retirar o dinheiro.

PUBLICIDADE