PUBLICIDADE
IPCA
+0,31 Abr.2021
Topo

Investidores estrangeiros compram imóveis em Londres enquanto os preços caem

Neil Callanan e Patrick Gower

30/01/2015 16h44

(Bloomberg) - Investidores estrangeiros estão comprando novos apartamentos em edifícios no distrito Battersea Park, de Londres, no momento em que o valor das casas existentes lá começa a cair. A região, que inclui o bairro Nine Elms, teve o pior desempenho da "nova Londres de excelência" no ano passado, disse a corretora Douglas Gordon Ltd.

O valor das moradias existentes em Battersea Park, que inclui a região em torno da Usina Termelétrica de Battersea e da embaixada dos EUA, caiu 2 por cento depois de liderar os ganhos em 2013. O crescimento médio foi de 5,4 por cento nos 10 distritos de Londres que são classificados pela corretora como bairros emergentes por serem os preferidos pelos ingleses ricos que foram excluídos do mercado na região central de Londres pelos preços.

O rali imobiliário do centro de Londres está diminuindo depois de seis anos, pois os preços já representam um obstáculo até para os ricos. Em regiões onde há um aumento da oferta de casas de luxo ao longo do rio Tâmisa, como Battersea, os investidores estrangeiros continuam arrebatando apartamentos em empreendimentos de alto nível amplamente anunciados no exterior, embora o valor dos imóveis existentes esteja começando a cair e os sinais de excesso da oferta de casas para alugar estejam aumentando.

"Estou muito preocupado com que os novos compradores tentem revender rapidamente, pois é provável que as revendas tenham um preço menor que o custo da compra", disse Michael Lister, docente da Universidade de Westminster e ex-diretor de crédito imobiliário no Reino Unido do Bank of Ireland Plc, por e-mail. "Se tais vendas provocarem uma fama ruim, isso inevitavelmente obrigaria os desenvolvedores a reduzir os preços".

Excesso de oferta

As novas casas foram adquiridas pelos compradores estrangeiros e do Reino Unido durante a etapa de construção ou antes dela, o que implica que muitas só estão sendo finalizadas agora e que outras ainda serão construídas. Isso gera a preocupação de que ocorra uma superabundância no mercado de aluguéis.

O volume de apartamentos em construção pode provocar um impacto no curto prazo sobre os aluguéis quando eles forem oferecidos no mercado nos próximos dois ou três anos, disse Ed Mead, diretor executivo da Douglas Gordon, em entrevista por telefone.

Por enquanto, os apartamentos existentes continuaram superando em preço as casas em Battersea Park no ano passado, e o distrito teve o melhor desempenho em 2013, disse Andrew Monteath, diretor de pesquisa da unidade de gestão de ativos da Douglas Gordon, em entrevista por telefone. Mesmo assim, o prêmio cobrado pelas novas casas em Londres está diminuindo em meio ao aumento abrupto da atividade de construção.

A média dos preços de venda dos apartamentos novos nos distritos mais caros de Londres excedeu em 43 por cento a das unidades mais antigas no final do primeiro trimestre em 2014, frente à diferença de 68 por cento registrada em 2012, de acordo com um relatório de setembro da Huntly Hooper Ltd., corretora com sede em Londres. Essa brecha pode ter diminuído ainda mais desde então, disse Oliver Hooper, diretor da Huntly Hooper, em uma entrevista.

Compradores locais

Algumas desenvolvedoras agora estão transferindo o foco para casas acessíveis aos compradores locais, em detrimento dos imóveis de luxo que atraem os compradores estrangeiros ricos, disse Jack Simmons, diretor de investimentos e desenvolvimentos residenciais no Reino Unido da corretora Cushman Wakefield Inc.

Outras dizem que o investimento em infraestrutura em Battersea e na região circundante poderia reverter a queda do valor das casas.

Os preços na nova Londres de excelência caíram 2 por cento no último trimestre de 2014, de acordo com a Douglas Gordon, que compilou o índice pela primeira vez. O distrito com o melhor desempenho lá no ano passado foi East Putney, onde os valores subiram 19 por cento, de acordo com o relatório.

Os outros distritos incluídos no novo índice da Douglas Gordon são: Hammersmith e Shepherd's Bush; Pimlico e Westminster; West Putney; Fulham; Battersea; Clapham, Southfields e Earlsfield; e Balham.

Título em inglês: Overseas Investors See London Home Prices Dip as They Are Buying

Para entrar em contato com os repórteres: Neil Callanan, em Londres, ncallanan@bloomberg.net; Patrick Gower, em Londres, pgower@bloomberg.net