Bolsas

Câmbio

Cinco coisas que vão dar o que falar hoje

Lorcan Roche Kelly

(Bloomberg) - Os mercados reagiram à decisão do Fed, Abe perdeu seu ministro da Economia e o espetáculo dos lucros continua. Eis alguns dos assuntos que vão dar o que falar nos mercados nesta manhã.

Reações ao Fed

Os mercados emergentes avançaram depois da publicação do comunicado do Fed ontem, que reconheceu os riscos globais e tranquilizou os investidores de que o ritmo de aumentos das taxas de juros poderia ser lento. O Europe Stoxx 600 registrava uma queda de 0,5 por cento às 10h55 em Londres porque os lucros publicados pelas empresas foram piores que o esperado e um relatório da Comissão Europeia mostrou que a confiança de executivos e consumidores caiu para 105 pontos, o valor mais baixo em cinco meses. Os bancos italianos estão sendo bombardeados mais uma vez. Os futuros de bolsas dos EUA tinham subido, encabeçados pelo Nasdaq 100 depois de o Facebook ter publicado lucros extraordinários, mas cederam a maior parte dos ganhos. A própria Facebook continua pronta para grandes ganhos.

Ministro da Economia japonês pede demissão

O ministro da Economia do Japão, Akira Amari, se demitiu nesta manhã depois de ter sido acusado de receber dinheiro em troca de favores. Amari, que encabeçou a estratégia do primeiro-ministro Shinzo Abe para impulsionar a competitividade do país (conhecida como "Abenomics") é o ministro mais influente a pedir demissão desde a posse de Abe em 2012. O primeiro-ministro anunciou a nomeação de Nobuteru Ishihara, antigo rival pela presidência do partido de Abe, como novo ministro da Economia do país.

Lucros

A temporada de lucros continua em ritmo acelerado: Caterpillar, Ford Motor e Amazon.com são algumas das empresas que informarão os lucros hoje. A Alibaba Group Holdings também publicará os lucros hoje, e os investidores vão prestar atenção a qualquer informação sobre a saúde da economia chinesa. Enquanto isso, nos EUA, o número de pedidos iniciais de subsídios por desemprego sai às 8h30, horário de Nova York. Os economistas antecipam uma melhoria de 293.000 para 281.000.

PIB do Reino Unido

A economia do Reino Unido cresceu pelo décimo segundo trimestre consecutivo, com uma alta de 0,5 por cento no PIB no quarto trimestre, em sintonia com as expectativas. O crescimento da economia foi impulsionado pela recuperação do setor de serviços, que responde por 79 por cento do produto interno bruto. A libra esterlina avançou depois da publicação.

Inocente

Em um contratempo para o Departamento de Fraudes Graves do Reino Unido, o sexto ex-corretor acusado em conexão com o escândalo de manipulação da taxa Libor foi absolvido nesta manhã. Outros cinco corretores acusados foram absolvidos ontem. Tom Hayes, que conseguiu reduzir sua pena para onze anos em dezembro, continua sendo o único condenado em relação ao escândalo.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos