Bolsas

Câmbio

Cinco coisas que vão dar o que falar hoje

Lorcan Roche Kelly

(Bloomberg) - O Banco do Japão adotará taxas de juros negativas, as ações subiram e toneladas de dados dos EUA estão chegando. Eis alguns dos assuntos que vão dar o que falar nos mercados nesta manhã.

BOJ adota taxas de juros negativas

Em uma medida inesperada, o Banco do Japão (BOJ, na sigla em inglês) anunciou que adotará uma estratégia de taxas de juros negativas, mas manterá o ritmo de suas aquisições de ativos. Por cinco votos contra quatro, o banco decidiu introduzir uma taxa de -0,1% em certos excessos de ativos em dinheiro. As mudanças entrarão em vigor a partir do dia 16 de fevereiro. Títulos de governos no mundo inteiro deram um salto depois da decisão e os rendimentos japoneses caíram para um novo valor mínimo recorde. O iene também está despencando.

Ações sobem

A reação ao anúncio do BOJ nas bolsas japonesas foi instável. O índice Topix oscilou entre ganhos de mais de 3% e uma perda de 1,6% depois do anúncio e fechou com uma alta de 2,9%. 

Petróleo fica no mesmo lugar

O petróleo bruto Brent teve um rali de quase 8% na sessão de ontem após o que acabou sendo uma falsa esperança de um ajuste da produção encabeçado pela Rússia e pela Opep. Em uma entrevista à Bloomberg Television, o ministro de Energia da Rússia, Alexander Novak, disse que a decisão de reduzir a produção só é possível se todos os países produtores de petróleo concordassem e confirmou que não há uma data marcada para negociações. Às 11h15, horário de Londres, o barril de Brent permanecia inalterado a US$ 33,89, após ter sido negociado a US$ 34,85 mais cedo.

Rali mundial de títulos

Os títulos do governo dos EUA retornaram 1,8% neste mês e tiveram um rali pelo terceiro janeiro consecutivo. No Japão, o rendimento para os títulos do governo com vencimento em dez anos atingiu 0,09%, um valor mínimo recorde. Na Alemanha, o rendimento sobre a nota com vencimento em cinco anos atingiu o valor mínimo recorde de -0,298%. Os dados sobre inflação da zona do euro, que mostraram que em dezembro a inflação anual foi de 0,4%, implicam que os investidores continuam acreditando que os bancos centrais terão que se empenhar mais para estimular a inflação.

Dados dos EUA

Muitos dados econômicos dos EUA serão publicados hoje. O Departamento de Comércio publica sua primeira visão sobre o desempenho econômico do país durante o quarto trimestre nesta sexta-feira às 8h30, horário de Nova York. Os economistas consultados pela agência de notícias Bloomberg projetam que a leitura revelará um crescimento de 0,8% na taxa anual durante o período. Outros números que serão publicados hoje: o Employment Cost Index para o quarto trimestre, o Chicago PMI, o University of Michigan Sentiment e o ISM Milwaukee.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos