Bolsas

Câmbio

Cucinelli prevê 2016 'bonito', contrariando pessimismo no setor

Andrew Roberts

(Bloomberg) -- A Brunello Cucinelli estima que as vendas de 2016 crescerão a um ritmo similar ao do ano passado após apresentar as últimas coleções de roupas de luxo da empresa com sede em Solomeo, na Itália, aos consumidores e à imprensa.

As encomendas de clientes no atacado têm ido "muito, muito bem" e a mídia especializada em moda se mostra "muito positiva", disse o CEO, que dá nome à empresa, na quinta-feira, em entrevista em seu showroom, em Milão.

"Os clientes buscam qualidade, exclusividade e criatividade", disse Cucinelli, dizendo que 2016 será "muito bonito".

A empresa Cucinelli, cujas vendas subiram 16 por cento no ano passado, é um caso atípico na indústria da moda. Rivais como Burberry e Prada enfrentam dificuldades para crescer em meio à desaceleração da demanda. O que o CEO chama de "crescimento saudável" se deve em parte a sua decisão de não expandir demais a empresa, como fizeram alguns de seus pares. A Cucinelli mantém, por exemplo, apenas 10 lojas na China enquanto a fabricante de bolsas Louis Vuitton conta com um total quatro vezes maior.

Cucinelli, de 62 anos, disse que estava "muito feliz" com o desempenho de sua empresa na Europa, que "está cheia de turistas de todo o mundo". O mesmo vale para a Itália, onde ele disse esperar quase o dobro de crescimento neste ano, 6 por cento. A China, por sua vez, é "muito interessante" em termos de crescimento e continuará sendo pelo menos durante a próxima década, disse ele.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos