PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

BTG reestrutura mesas agrícolas após saída de Greenhall, dizem fontes

11/03/2016 15h28

Isis Almeida e Andy Hoffman (Bloomberg) - A divisão de commodities do Grupo BTG Pactual reestruturou as mesas de produtos agrícolas após a saída de Larry Greenhall, que supervisionava a negociação de grãos, oleaginosas e açúcar, de acordo com duas fontes com conhecimento da situação.

Henry Walsh agora comanda a mesa de grãos a partir de Londres após a saída de Carl Desjardins, segundo essas fontes, que pediram para não serem identificadas porque a nomeação dele não foi anunciada. Ele já trabalhava para a instituição.

Com a saída de Greenhall no mês passado, Walsh e Jake Beaverson, responsável por oleaginosas em Stamford, nos EUA, vão se reportar ao presidente da unidade de commodities, Ricardo Leiman, disseram as fontes.

Uma porta-voz do BTG Pactual em Londres se recusou a comentar quando a Bloomberg News entrou em contato na quinta-feira.

A partida de Greenhall vem em um momento no qual o BTG Pactual avalia um plano para dar sociedade na divisão de negociação de commodities a um grupo de gestores e investidores após adiar alguns pagamentos de bônus, segundo pessoas com conhecimento da situação.

A medida visa reter talentos e preservar o valor do negócio iniciado em 2013, além de aumentar a confiança de credores e parceiros, disseram as fontes.

O BTG Pactual espera negociar 30 milhões de toneladas de matérias-primas neste ano, incluindo grãos, açúcar, petróleo e metal, de acordo com um documento obtido pela agência de notícias Bloomberg.

A instituição tenta manter a confiança de credores e parceiros após o fundador e ex-presidente André Esteves ter sido preso em novembro no âmbito da operação Lava Jato.