Bolsas

Câmbio

Cinco assuntos que vão dar o que falar hoje

Lorcan Roche Kelly

(Bloomberg) -- Os mercados acionários e de commodities se recuperam, hoje é um dia importante para os balanços e começa a votação das eleições primárias de Nova York. Esses são alguns dos assuntos que vão dar o que falar nos mercados nesta manhã.

Rali das Bolsas

Os mercados asiáticos acompanharam a recuperação de ontem nos EUA. O índice MSCI Asia Pacific subiu 1,8 por cento e atingiu o nível mais alto desde o dia 3 de dezembro. O índice Topix, do Japão, deu um salto de 3,3 por cento porque aumentou a especulação de que o banco central adicionaria estímulo após o terremoto fatal da semana passada.

Disparada das commodities

Vinte e quatro horas fazem uma grande diferença nos mercados de commodities. O petróleo era negociado acima do valor do encerramento na sexta-feira e eliminou todas as perdas provocadas pelo fracasso das negociações em Doha. O barril de West Texas Intermediate a ser entregue em maio avançava 60 centavos de dólar, para US$ 40,38, às 10h40, horário de Londres. Os metais também estão se recuperando. O minério de ferro voltou para mais de US$ 60 por tonelada porque a produção das usinas de aço da China não consegue reabastecer os estoques, e o zinco e o chumbo também estão subindo. Isso impulsionou as moedas de países produtores de commodities: o dólar australiano e o canadense se valorizaram frente ao dólar dos EUA. Os metais preciosos dispararam nesta manhã, e a prata registrou um acréscimo de até 3,2 por cento.

Dia de balanços

Hoje serão publicados muitos dados sobre lucros para as ações dos EUA. O Goldman Sachs informou queda de 60 por cento no lucro do primeiro trimestre por causa do declínio da receita. Lucro da Johnson & Johnson fica acima das expectativas com vendas de produtos farmacêuticos. E depois do pregão é a vez da Yahoo!, em meio às notícias de que estão aparecendo mais ofertantes para os ativos da empresa. A Intel também publicará seus resultados. Entre outras notícias corporativas, a Theranos disse nesta manhã que está sendo investigada pela Comissão de Valores Mobiliários dos EUA e pelo Escritório do Procurador dos EUA.

A volta dos títulos da Argentina

Após quinze anos de ausência, a Argentina está voltando ao mercado de títulos e por enquanto está se dando muito bem. O país planeja vender um total de US$ 15 bilhões em títulos com vencimento em três, cinco, dez e trinta anos, o que seria um recorde em um único dia para um país em desenvolvimento, e as notícias sugerem que a venda apresenta um grande excesso de subscritores.

Primárias de Nova York

Hoje é o dia das eleições primárias em Nova York, e tanto Hillary Clinton quanto Donald Trump esperam grandes vitórias. Ambas as campanhas estão tentando aproveitar o impulso na disputa para conseguir as candidaturas de seus respectivos partidos, sendo que a vitória de Ted Cruz no final de semana em Wyoming aumentou a pressão sobre Trump e Hillary precisa de um triunfo para consolidar o status de favorita.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos