Juro negativo prejudica mercado mundial de transporte marítimo

Christian Wienberg

(Bloomberg) -- A proprietária da maior linha de transporte de contêineres do mundo diz que as taxas de juros negativas estão prejudicando o setor ao atrasarem a tão necessária onda de consolidação.

Com o atual ambiente de política monetária, "a consolidação será muito mais lenta porque é fácil para os bancos manter empresas de navegação fracas flutuando", disse Nils Smedegaard Andersen, CEO da A.P. Moeller-Maersk A/S, em entrevista.

Este é o exemplo mais recente de como as taxas de juros negativas estão distorcendo os mercados e possivelmente até mesmo desacelerando o crescimento. A política, até o momento, teve pouco sucesso no tocante à recuperação da inflação, enquanto os gestores de recursos de países com taxas de juros negativas alertam para o risco de bolhas de preço dos ativos. Com as consequências não intencionais possivelmente incluindo uma recuperação mais lenta da navegação global, os questionamentos a respeito da eficácia da política deverão continuar.

"Os políticos não estão realizando as reformas necessárias e estão deixando para os bancos centrais a tarefa de resolver os problemas econômicos que muitos países enfrentam com a baixa competitividade e com os níveis de investimento baixos", disse Andersen. A dependência do financiamento barato no transporte marítimo de contêineres levou a "muitos efeitos negativos", disse ele.

O setor da navegação não tem escudos para lidar com mais obstáculos. As transportadoras de contêineres estão "olhando para um 2016 terrível" devido à desaceleração dos volumes de comércio global, às tarifas de frete baixas e à sobrecapacidade, informou a Drewry Maritime Equity Research em um relatório no mês passado. A empresa estima que o setor perderá US$ 6 bilhões neste ano.

A Hanjin Shipping, maior transportadora de contêineres da Coreia do Sul e a número 8 do mundo, está no meio de uma reestruturação de dívida. Na quarta-feira, seus bancos concordaram com os termos sob a condição de que todos os credores, inclusive os detentores de títulos corporativos, façam parte do plano.

Alianças

As linhas de navegação internacional estão cada vez mais formando alianças para ajudar a cortar custos e a escorar as tarifas de frete. No mês passado, a CMA CGM e outras três armadoras importantes assinaram um acordo preliminar para formar um novo grupo chamado Ocean Alliance, que poderia se transformar no segundo maior após a parceria da Maersk Line com a Mediterranean Shipping Co.

"Estamos satisfeitos com nossa posição atual dentro da nossa aliança", disse Andersen. "Mas se uma transportadora de contêineres saísse à venda -- com o perfil correto e o preço correto --, nós a estudaríamos. Afinal, somos homens de negócios".

Enquanto isso, a era de estímulos monetários extremos parece que vai continuar. Um número crescente de bancos centrais, da Suécia ao Japão, recorreu às taxas de juros negativas em um esforço para reanimar o crédito e o crescimento. O país de origem da Maersk, a Dinamarca, detém o recorde mundial em juros negativos após permanecer abaixo de zero durante a maior parte dos últimos quatro anos.

"As taxas de juros negativas são sintomas pouco saudáveis e podem levar a bolhas", disse Andersen.

(Com a colaboração de Kyunghee Park)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos