Bolsas

Câmbio

Apple planeja primeira revisão do MacBook Pro em 4 anos, dizem fontes

Mark Gurman

(Bloomberg) -- A Apple está preparando a primeira atualização significativa de sua linha de laptops MacBook Pro em quatro anos, segundo pessoas informadas sobre o assunto. A empresa utilizará um de seus produtos mais antigos para ajudar a reverter dois trimestres de quedas nas vendas.

Os notebooks atualizados serão mais finos, incluirão uma faixa de tela sensível ao toque com botões de funções e serão oferecidos com processadores de gráficos mais potentes e eficientes para usuários avançados, como jogadores de videogame, disseram as pessoas, que pediram anonimato.

Os novos computadores são submetidos a testes avançados na Apple desde o início do ano, disse uma das pessoas, que não quis ser identificada por comentar sobre o produto antes de seu lançamento. O MacBook Pro provavelmente não será lançado no evento programado para 7 de setembro para revelar as versões da próxima geração do iPhone, segundo uma das pessoas. O porta-voz da Apple, Bill Evans, preferiu não comentar o assunto.

Steve Jobs, cofundador da Apple, afirmava que os tablets eram os possíveis substitutos dos laptops e classificou o iPad como um aparelho "pós-PC" após seu lançamento, em 2010, mas o MacBook Pro e outros produtos têm mostrado uma resiliência surpreendente. As vendas dos Macs, incluindo a linha Pro, cresceram 6 por cento no último ano fiscal, para US$ 25,5 bilhões, enquanto as vendas do iPad caíram 23 por cento, para US$ 23,2 bilhões.

A remodelação do MacBook Pro deste ano visa a aumentar as vendas de notebooks em um momento em que os consumidores estão demorando mais para comprar ou substituir os iPads. Pesquisas realizadas pela Apple indicam que os clientes atualizam seus iPads a cada três anos, aproximadamente, e compram novos iPhones a cada 18 a 24 meses, segundo uma pessoa informada sobre a estratégia da Apple, o que ajuda a explicar por que os números de vendas do iPad vêm caindo em relação ao seu pico, em 2013.

A adição mais significativa ao novo MacBook Pro é uma tela secundária sobre o teclado que substitui a fileira de botões com funções padrões. Em vez de teclas físicas, uma tela semelhante a uma faixa apresentará as funções quando elas forem necessárias, adaptadas à tarefa ou ao aplicativo em uso. A tela menor usará diodos orgânicos emissores de luz (OLED, na sigla em inglês), uma tecnologia de tela mais fina, brilhante e nítida, disse Ming-Chi Kuo, analista da KGI Securities, no início deste ano.

O objetivo da Apple com a tela dedicada às funções é simplificar os atalhos do teclado normalmente utilizados por usuários experientes. O painel teoricamente exibirá os controles de reprodução quando o iTunes estiver aberto, enquanto poderia mostrar comandos de edição como cortar e colar durante tarefas de processamento de textos, disseram as pessoas. O painel também permite que a Apple adicione novos botões por meio de atualizações de software em vez de atualizações de hardware, mais caras e lentas.

Os novos notebooks MacBook Pro, top de linha, serão ligeiramente mais finos do que os modelos atuais, mas não estreitos como o MacBook Air e o mais recente MacBook de 12 polegadas, disse uma das pessoas. O novo MacBook Pro ocupa um espaço menor do que os modelos atuais e o invólucro tem curvas menos acentuadas perto das bordas. O trackpad sensível à pressão também será ligeiramente mais largo, acrescentou a pessoa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos