Bolsas

Câmbio

Três homens estão incluindo o squash nos espaços públicos de NY

Noah Davis

(Bloomberg) -- O Hamilton Fish Park, espaço de recreação com 116 anos localizado no Lower East Side de Manhattan, estará totalmente reformado no final deste mês, e uma de suas quadras de handebol vai ser transformada em quadra de squash de última geração que poderá ser usada em qualquer estação do ano.

Quadras de squash públicas são raridade em Nova York. A maioria fica dentro de clubes particulares que custam aos sócios centenas de dólares por mês, o que causa o maior problema formal do esporte: com exceção dos universitários e indivíduos endinheirados, poucas pessoas têm acesso a quadras de squash (ou sabem que têm acesso).

Alex Wakefield Wessner, Shawn Dragann e Ryan Underwood Wall, fundadores da Fundação de Squash Público (PSF, na sigla em inglês), querem mudar isso. No ano passado, apresentaram a ideia ao Departamento de Parques e Recreação: construir uma quadra de squash em uma das mais de 2 mil quadras de handebol da cidade, muitas das quais pouco utilizadas. As autoridades gostaram do projeto e definiram o local. "O Hamilton Fish Park está localizado em uma área densamente habitada, cercada por inúmeras escolas, e isso proporciona às crianças a oportunidade de contato com um esporte que elas talvez nunca tenham praticado", disse um porta-voz do Departamento de Parques.

O trio da PSF, que trabalhou na agência Digitas Health, começou a jogar squash junto na Filadélfia há quase uma década e se apaixonou pelo jogo. A amizade se firmou na quadra e eles começaram a conversar sobre como incentivar mais pessoas a praticarem o esporte. A necessidade ficou óbvia: mais quadras.

Dragann, Wall e Wessner arrecadaram mais de US$ 70.000 por meio do website da PSF e de outros captadores de recursos e conseguiram um empréstimo sem juros de US$ 30.000 de um entusiasta do projeto para torná-lo realidade. A quadra, que ficará instalada por um ano, custou em torno de US$ 85.000 e inclui vidros de segurança e piso com drenagem subterrânea para que seja usada ao ar livre. Foi projetada pela ASB, fabricante especializada em quadras, o que garante mais uma credencial à PSF. "A Associação Profissional de Squash usa as quadras da ASB em suas partidas", diz Wessner. "A US Squash também". A US Squash é uma organização sem fins lucrativos e única dirigente para o esporte nos EUA.

A quadra é totalmente pública, não tem sistema de reserva e é usada conforme o que Wall chama de "regras da rua", ou seja, basta chegar e jogar. Quem traz equipamento joga de graça. Quem não tiver raquete de squash terá acesso a empréstimo gratuito caso se associe ao Centro de Recreação Hamilton Fish, pagando US$ 100 por ano. Os fundadores esperam que a quadra no Lower East Side seja apenas o começo do projeto de squash público. Eles planejam acompanhar a atividade na quadra através de uma câmera "time-lapse" e comprovar seu sucesso pela frequência de uso.

Após um ano, a PSF e o Departamento de Parques vão fazer uma reavaliação. "Atualmente não existem planos para instalar outra quadra, mas estamos abertos à montagem de mais uma, dependendo do sucesso do projeto", disse o porta-voz do Departamento de Parques.
"Queremos oferecer aos nova-iorquinos uma forma nova e diferente de ficarem em forma e aproveitarem os parques".

(A Forbes classificou o squash como o esporte mais saudável, uma vez que os jogadores podem queimar mais de 800 calorias em uma hora).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos