Bolsas

Câmbio

Seca no Brasil transforma café na commodity vencedora de 2017

Fabiana Batista e Marvin G. Perez

(Bloomberg) -- A melhor parte do despertar provavelmente ficará mais cara.

Os contratos futuros do café estão em alta porque as regiões do Brasil prejudicadas pela seca do ano passado estão vendo uma reprise das mesmas condições de estiagem. Não chove de forma significativa há quase um mês no estado do Espírito Santo, maior produtor da variedade robusta no país. O clima está tão seco que o governo impôs novamente limites à irrigação com água dos rios.

Os preços do robusta, que é usado na produção de café instantâneo, estão próximos do nível mais alto em quatro anos em Londres devido à preocupação com a queda da oferta. Essa condição também está impulsionando os grãos arábica, que têm mais aroma, e os contratos futuros da variedade estão registrando o maior avanço de 2017 entre os componentes do Bloomberg Commodity Index. Na semana passada, os hedge funds elevaram suas apostas em um rali pela primeira vez em dois meses.

"Há muitos motivos para otimismo", disse Harish Sundaresh, gerente de portfólio e analista de commodities em Boston da equipe da Loomis Sayles Alpha Strategies, que supervisiona US$ 5 bilhões. "Estamos começando o ano com um estoque muito baixo e os principais centros de produção, Brasil e Vietnã, terão uma produção menor."

Posições dos fundos

As posições líquidas compradas para o café arábica aumentaram 60 por cento, para 13.565 futuros e opções, na semana que terminou em 10 de janeiro, segundo dados da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities dos EUA publicados três dias depois. Este é o maior ganho desde junho. Os preços subiram 4,5 por cento na semana passada, para US$ 1,493 a libra-peso, na ICE Futures U.S., em Nova York, maior rali desde outubro. Os futuros do café robusta subiram 2,9 por cento em Londres na semana passada.

A safra de robusta do Brasil, o maior produtor e exportador de café do mundo, diminuiu ao menor nível em uma década. Os contratos futuros registraram um ganho anual de 40 por cento, enquanto o arábica subiu 8,2 por cento.

Houve alguma esperança de alívio no fim do ano passado quando os rios se recuperaram no Espírito Santo e o governo do estado cancelou as restrições à irrigação que estavam em vigor desde outubro de 2015. Mas o otimismo durou pouco. Como o clima voltou a ficar seco, os limites para captação de água para uso na agricultura foram restabelecidos na semana passada.

Para aumentar os problemas de oferta, as chuvas prolongadas prejudicaram a qualidade da safra do Vietnã e está prevista uma colheita menor na Indonésia. Como o robusta está ficando mais difícil de encontrar, mais empresas de torrefação de café estão usando grãos de arábica, o que eleva os preços dessa commodity.

Com o aumento da demanda pelo arábica, os estoques monitorados pela ICE caíram por 13 trimestres seguidos, maior sequência de declínios desde o início do registro dos dados, em 1995. Os estoques estão perto do nível mais baixo desde 2000.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos