Bolsas

Câmbio

Chineses pagarão recorde de US$ 2,2 bi por terreno em Hong Kong

Frederik Balfour

(Bloomberg) -- Duas empresas da China continental superaram as maiores incorporadoras de Hong Kong com uma proposta de 16,9 bilhões de dólares de Hong Kong (US$ 2,2 bilhões) por um raro terreno residencial de frente para o mar. É o preço mais elevado já registrado em uma venda de terrenos pelo governo.

A Logan Property Holdings e a KWG Property Holding superaram as ofertas de outras 13 candidatas, incluindo a Cheung Kong Property Holdings e a Sun Hung Kai Properties, segundo comunicado divulgado nesta sexta-feira pelo Departamento de Terrenos de Hong Kong. A aquisição equivale a cerca de 240 mil dólares de HK por metro quadrado, segundo cálculos da Bloomberg baseados em informações do governo.

A área na ilha de Ap Lei Chau, que está conectada à ilha de Hong Kong por uma ponte, foi calorosamente disputada pelas incorporadoras, que desejavam construir em uma área que foi conectada à extensa rede de linhas de metrô da cidade em dezembro.

"Muitas incorporadoras chinesas pretendiam construir casas e apartamentos luxuosos com vista para o mar", disse Thomas Lam, chefe de avaliação e consultoria da Knight Frank em Hong Kong.

O resultado do leilão foi anunciado no mesmo dia em que a Centaline Property Agency divulgou um índice que mostrou que os preços das casas atuais da cidade haviam atingido uma alta recorde, apesar das tentativas do governo de esfriar o mercado.

O Hang Seng Property Index, que monitora as ações de 10 empresas imobiliárias, subiu 15 por cento neste ano, contra um aumento de 8,9 por cento do Hang Seng Index.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos