Bolsas

Câmbio

Malásia afirma que agente VX foi usado para matar Kim Jong Nam

Pooi Koon Chong e Anisah Shukry

(Bloomberg) -- Um relatório preliminar mostrou que foi usado o agente nervoso VX no assassinato de Kim Jong Nam, da Coreia do Norte, segundo a polícia malaia.

A substância, listada como arma química pela Lei da Convenção de Armas Químicas, de 2005, foi encontrada no rosto e nos olhos da vítima, informou a polícia em comunicado enviado por e-mail nesta sexta-feira. O filho mais velho do falecido líder Kim Jong Il foi assassinado em um aeroporto de Kuala Lumpur no dia 13 de fevereiro.

A morte dele levantou dúvidas a respeito da estabilidade do regime de Kim Jong Un em um momento em que o líder norte-coreano acelera os planos para construir armas nucleares que ameaçam EUA, Coreia do Sul e Japão. Membros do governo sul-coreano especulam que Kim Jong Un esteja por trás da morte do meio-irmão, um crítico de seu governo que morava fora do país há anos.

A polícia prendeu quatro pessoas em conexão com o assassinato, incluindo duas mulheres que teriam realizado o ataque, e está à procura de quatro norte-coreanos que acreditam ter fugido para Pyongyang no dia em que Kim Jong Nam foi morto. As autoridades também querem interrogar um diplomata na embaixada norte-coreana em Kuala Lumpur, um funcionário da Air Koryo e um norte-coreano que mora na Malásia há três anos.

As mulheres suspeitas foram treinadas para aplicar o veneno no rosto da vítima e sabiam que a substância era tóxica, disse o inspetor-geral de polícia, Khalid Abu Bakar, na quarta-feira, descartando as informações de que elas estavam envolvidas em uma brincadeira televisiva. Elas haviam praticado em alguns shoppings de Kuala Lumpur e foram instruídas a lavar as mãos após o ataque, disse ele.

Armas químicas

A polícia malaia disse que está analisando a cena do crime no aeroporto para assegurar que não haja material radioativo, reportou a agência de notícias Bernama hoje. A polícia ainda não determinou a identidade do falecido, cujo documento de viagem o identifica como Kim Chol. Aguarda-se a chegada de parentes próximos à Malásia em um ou dois dias para identificar e reclamar o corpo, informou a agência.

As alegações da Coreia do Norte de que não possui armas químicas não são consideradas verossímeis por especialistas internacionais.

A Coreia do Norte está entre os países com maior posse de armas químicas no mundo, ocupando o terceiro lugar, atrás de EUA e Rússia, segundo avaliação de 2011 do Instituto Internacional para Estudos Estratégicos. Um estudo de 2010 do Ministério da Defesa da Coreia do Sul estimou que a Coreia do Norte possuía entre 2.500 e 5.000 toneladas de agentes de armas químicas.

A estimativa é que a Coreia do Norte tenha capacidade de produzir até 12.000 toneladas de armas químicas, com foco em Sarin e gás VX, segundo relatório de 2015 da Nuclear Threat Initiative, uma organização não-partidária com sede em Washington.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos