Bolsas

Câmbio

Corrida para construção de parques eólicos no mar ganha força

Jessica Shankleman

(Bloomberg) -- O plano de instalar turbinas em plataformas que flutuam no mar está ganhando força em um momento em que as empresas desenvolvedoras de energias renováveis buscam novas áreas para a captação de energia eólica.

A Escócia concedeu permissão de planejamento para até 92 megawatts de capacidade eólica offshore flutuante, incluindo dois projetos diferentes nas últimas duas semanas. Na Irlanda, a desenvolvedora Gaelectric Holdings e a empresa francesa de energia eólica flutuante Ideol fecharam acordo na sexta-feira para desenvolver projetos eólicos flutuantes em águas irlandesas, a começar por um conjunto de 30 megawatts.

Os acordos reúnem cerca de 237 megawatts da capacidade dos projetos eólicos offshore flutuantes que serão instalados em todo o mundo até 2020, segundo a Bloomberg New Energy Finance. O total representa apenas uma fração dos 38.000 megawatts em turbinas a serem fixadas no leito submarino até o fim da década.

"Os parques eólicos flutuantes têm o potencial de levar energia limpa a nações insulares que podem não ter muita terra e nas quais o leito submarino é profundo demais para um parque eólico offshore normal", disse Tom Harries, da Bloomberg New Energy Finance.

Essa tecnologia nascente é vista como fundamental para reduzir os custos da energia eólica offshore e para liberar faixas de mar que do contrário não seriam desenvolvidas devido às condições ruins do leito submarino ou por serem profundas demais.

Na Escócia, as empresas desenvolvedoras estão correndo para cumprir o prazo para obtenção dos únicos subsídios disponíveis para parques eólicos offshore flutuantes antes que tenham que competir com outros tipos mais baratos de energia renovável. Para conseguir esse apoio, os projetos flutuantes precisam mostrar que estarão aptos para começar a produzir energia no fim de setembro de 2018.

Os projetos recentemente aprovados na Escócia miram regiões de águas profundas que do contrário exigiriam enormes estruturas de concreto e aço para sustentar as turbinas.

Entre os projetos recentes estão:

  • Projeto Dounreay Tri da Hexicon AB, ao largo da costa de Inverness, aprovado nesta sexta-feira.
  • Parque eólico offshore flutuante de Kincardine, ao largo da costa de Aberdeenshire, aprovado em 9 de março.
  • No Japão, a empreiteira geral Toda, com sede em Tóquio, informou em dezembro que construiria um parque eólico flutuante com capacidade de até 21 megawatts ao largo da costa de Nagasaki.
  • A Statoil e a Masdar Abu Dhabi Future Energy esperam comissionar o projeto Hywind no fim deste ano, a cerca de 25 quilômetros ao largo da costa de Peterhead, Aberdeenshire. Suas cinco turbinas terão 6 megawatts de capacidade cada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos