Bolsas

Câmbio

Operação Carne Fraca

Carne fica presa no mar com suspensão chinesa a importações

Bloomberg News

(Bloomberg) -- Zhang Lian tem 270 toneladas de carne bovina brasileira congelada em um navio que navega rumo a Xangai e que talvez não seja aceita pela alfândega local quando chegar ao seu destino, no mês que vem.

A empresa de Zhang, a Shanghai Yadongsheng Import-Export, negocia US$ 200 milhões em carne por ano e faz parte da cadeia de abastecimento global que alimenta a China. A decisão da China de interromper as importações de carne brasileira enquanto as autoridades não garantirem que o produto é seguro preocupou alguns clientes de Zhang.

"É uma situação ruim", disse Zhang, gerente de importação da Shanghai Yadongsheng, que se chama ADP Shanghai em inglês. "Estamos pedindo aos clientes que encomendaram esses contêineres que sejam pacientes. Estamos aconselhando os novos clientes a evitarem encomendar carne bovina brasileira em um futuro próximo."

O Brasil é o maior exportador mundial de carne bovina e de frango, respondendo por quase um quinto das exportações globais, e a Operação Carne Fraca, que investiga a possibilidade de parte desses alimentos estar estragada, atingiu importadores, transportadores, processadores de alimentos e clientes de todo o mundo.

A empresa de Zhang tem 10 contêineres de carne em alto-mar em um navio de contêineres da Hamburg Süd que deverá chegar a Xangai no fim de abril. A carne é destinada a supermercados e restaurantes, mas se a situação não for resolvida a tempo, terá que ser destruída.

A crise surgiu depois que as autoridades brasileiras anunciaram, em 17 de março, que estão investigando evidências de que produtoras de alimentos subornaram funcionários do governo para aprovar a venda de carne estragada. Os investigadores disseram que algumas salsichas e frios continham cabeça de porco e outras partes de animais, e que em alguns casos foi adicionado papelão a produtos feitos de carne e usado ácido para mascarar o odor a carne estragada.

Um mês de viagem

A carne do Brasil demora um mês ou mais para chegar aos portos asiáticos, por isso no momento os carregamentos já embarcados estão em um limbo. A China, incluindo Hong Kong, é o maior mercado de exportação da carne brasileira, comprando cerca de um terço dos US$ 5,5 bilhões em carne bovina exportada da maior economia da América Latina no ano passado, segundo a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec).

Hong Kong informou na terça-feira que também suspendeu temporariamente a importação de carne congelada, refrigerada e de ave do Brasil. A cidade é o maior ponto de transbordo de carne e de outros produtos para a China.

A Cofco Meat Holdings, unidade de capital aberto da gigante estatal de alimentos da China, recebeu as notícias da proibição no domingo e ligou para seu fornecedor no Brasil na segunda-feira. A Cofco pediu que o fornecedor não embarcasse a encomenda da empresa chinesa, disse Li, uma mulher da divisão de importação de carnes da empresa que informou apenas seu sobrenome. Ela disse que não tem nenhum contêiner à espera no mar.

Disse também que a empresa não cancelará o pedido enquanto não houver clareza a respeito de quanto tempo durará a disputa. Ela informou ainda que o governo comunicou que atualmente está investigando a situação e que até o momento não foi encontrado nada errado. A Cofco Meat vendeu 107.200 toneladas de carne congelada importada em 2015.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos