Empresas de petróleo investem em energia eólica offshore

Jessica Shankleman

(Bloomberg) -- As grandes empresas de petróleo estão começando a desafiar as maiores concessionárias de energia elétrica na corrida para construir turbinas eólicas no mar.

A Royal Dutch Shell, a Statoil e a Eni estão investindo em parques eólicos offshore de bilhões de dólares no Mar do Norte e outras partes. Elas estão começando a obter vitórias contra as principais fornecedoras de energia, entre elas a Dong Energy e a Vattenfall, que se especializaram na ancoragem de turbinas enormes no fundo do mar, em leilões competitivos para contratos de aquisição de eletricidade.

As empresas de petróleo têm muitos motivos para mudar para o setor. Elas passaram décadas construindo projetos de petróleo offshore, negócio que está caindo em certas áreas onde os poços mais antigos se esgotaram. Os retornos de parques eólicos são previsíveis e sustentados por preços de eletricidade regulados pelo governo. Além disso, os executivos de combustíveis fósseis querem uma fatia do negócio da energia limpa porque existem projeções de que as energias renováveis irão abocanhar seus mercados.

"Essa é, certamente, uma área de interesse para nós porque há sinergias óbvias com o setor tradicional de petróleo e gás", disse Luca Cosentino, vice-presidente de soluções de energia da empresa italiana de petróleo Eni, que está trabalhando com a General Electric em energias renováveis. "Como conhecemos o setor de petróleo e gás, nós não podemos ficar parados onde estamos e esperar que outro dê esse salto."

Ventos favoráveis

A Shell está explorando novas oportunidades com a energia eólica offshore em toda a Europa após obter contratos do governo holandês para construir os parques eólicos Borssele III e IV em dezembro. O lance da Shell foi o segundo custo mais baixo da tecnologia em todo o mundo, de acordo com Sinead Lynch, presidente da empresa para negócios no Reino Unido, que disse que a grande vantagem da empresa na energia renovável pode ser sua experiência em marketing.

As grandes empresas de petróleo também estão transformando o setor eólico offshore baixando custos, escreveu por e-mail Stephen Bull, vice-presidente sênior da Statoil.

Dudgeon, o parque eólico da grande empresa de petróleo norueguesa na costa leste da Inglaterra, será 40 por cento mais barato do que uma planta vizinha construída há seis anos, disse Bull. A Statoil também está criando alicerces flutuantes para turbinas eólicas offshore que eliminam a cara etapa de ancorar os mastros dos moinhos de vento no fundo do mar. Além do Reino Unido, a empresa está desenvolvendo projetos na Alemanha e na Noruega e em dezembro ganhou um leilão para construir um parque eólico offshore em Nova York.

"Eu acho que eles não estão fazendo isso apenas para fins de relações com investidores", disse Gunnar Groebler, chefe de energia eólica da sueca Vattenfall, uma das cinco maiores desenvolvedoras de energia eólica offshore, que recebeu bem a maior concorrência. "Como esses projetos são investimentos de bilhões de euros, eu suponho que eles fizeram avaliações minuciosas."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos