Bolsas

Câmbio

Aficionada por vinhos ensina como e por que melhorar seu olfato

James Gaddy

(Bloomberg) -- O Superman voa. O Incrível Hulk é incrivelmente forte. Flash é rápido como um raio. Mas entre os super-heróis, não se vê um mutante com um supernariz.

Bianca Bosker, autora de Cork Dork ("Estudiosa das Rolhas", em tradução livre), da Editora Penguin Random House, reconhece que o olfato tem pouco prestígio entre os sentidos. "A maioria de nós aprende desde cedo que não vale a pena cultivar", ela diz. Mas na melhor das hipóteses, o indivíduo se torna sommelier.

Bosker passou um ano com alguns dos grandes enófilos do mundo tentando entender porque tanta gente gosta tanto de vinho. Ela bebeu Mondeuse noire no L'Apicio, Domaine Jamet no Marea, Cabernet israelense no Terroir e Burgundy no La Paulée de New York. No Eleven Madison Park ? eleito recentemente o melhor restaurante do mundo ?, ela chegou a participar de uma degustação com uma garrafa de Riesling da Alsácia que custava US$ 1.765.

Entre um restaurante e outro, ela se reunia com cientistas especializados em olfato para tentar descobrir um atalho para se tornar grande conhecedora de vinhos.

Os cientistas disseram que o maior problema é que a maioria das pessoas sequer sabe a diferença entre olfato e paladar. Mas há esperança. Pesquisadores da Universidade de Dresden concluíram que a parte do cérebro responsável pelo processamento de odores pode crescer com exercícios.

Listamos três passos para o desenvolvimento de um olfato altamente apurado.

Estabeleça a base

Para estabelecer a base, é preciso descartar cigarro, café, bebidas com alto teor alcoolico, pimenta, perfume e shampoo intenso. Também se deve diminuir o consumo de sal e não usar creme dental antes de um exercício. Muitos sommeliers não bebem chá ou sopa quente.

Pratique a arte da descrição

Bosker recomenda descrever todos os cheiros percebidos ao longo da rotina diária: desde o shampoo do banho matinal ao creme dental usado antes de dormir. Vale a pena se esforçar para usar palavras que vão além das óbvias, como mentolado, fresco ou doce.

Exercite seu nariz
Um jeito fácil e caro é o kit de US$ 400 chamado Le Nez du Vin (se vinho não interessa, existem kits voltados para uísque e café). Trata-se de uma coleção de frascos de vidro com versões líquidas de aromas como grama, fumaça e amora, somando 54 opções.

Bosker também começou a prestar atenção em informações que antes ignorava ? "pequenos sinais que dão textura e riqueza à vida diária", como o cheiro da terra molhada após a chuva.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos