Bolsas

Câmbio

Morgan Stanley está perto de escolher Frankfurt como hub, dizem fontes

Steven Arons e Gavin Finch

(Bloomberg) -- O Morgan Stanley está perto de escolher Frankfurt como sua nova base para a União Europeia em preparação para a saída do Reino Unido do bloco, disseram duas pessoas informadas sobre o assunto.

Nem todos os empregos removidos de Londres migrarão para Frankfurt, disse uma das pessoas, pedindo anonimato por discutir um assunto privado. A divisão de corretagem terá base em Frankfurt, mas as operações de gerenciamento de ativos serão transferidas para Dublin, disse a pessoa. O Morgan Stanley atualmente emprega mais de 5.000 pessoas em Londres.

Frankfurt, o centro financeiro da Alemanha, oferece proximidade com o Banco Central Europeu, que supervisiona os bancos da UE e estabelece a política monetária para os países que utilizam o euro. A localização também oferece acesso ao país mais populoso da UE e à sua maior economia.

Muitos grandes bancos internacionais já têm uma presença significativa no país e vários deles, incluindo o Goldman Sachs e o Nomura Holdings, planejam uma expansão em Frankfurt como resultado do Brexit. Assim como o Morgan Stanley, a maioria dos bancos provavelmente optará por um modelo com distribuição dos empregos pelo mercado comum europeu.

Brexit suave

Londres prosperou como centro financeiro global em parte porque as empresas com sede na capital têm o direito de fazer negócios em todo o mercado comum. Quando o Reino Unido deixar a UE, os bancos britânicos, bem como firmas com sede em Londres dos EUA, do Japão e de outros países não pertencentes à UE, perderão esse "passaporte" e poderão precisar desviar seus negócios para unidades baseadas no bloco.

Londres poderia perder 10.000 empregos no setor bancário como resultado do Brexit, estimou a think tank Bruegel no início do ano. O grupo de lobby Frankfurt Main Finance prevê que Frankfurt poderia ganhar 10.000 empregos.

Há especulações de que a derrota eleitoral da primeira-ministra Theresa May poderia levar a uma saída mais gentil da UE -- deixando acordos intactos, como a adesão ao mercado comum do bloco --, e alguns políticos europeus inclusive revelaram esperanças de evitar o Brexit como um todo. Mas com menos de dois anos para se preparar e nenhuma garantia de um período de transição para suavizar o impacto, muitos bancos afirmam que não podem se dar ao luxo de adiar as decisões relacionadas ao Brexit.

Não há garantias de que Frankfurt será a sede do Morgan Stanley na UE a longo prazo porque essa decisão não será tomada enquanto não houver definição sobre a nova relação comercial do Reino Unido com a UE, disse uma das pessoas.

Título em inglês: Morgan Stanley Said Close to Choosing Frankfurt for New EU Hub

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos