Pemex contrata Hogan Lovells para auditar acordos com Odebrecht

Adam Williams e Isabella Cota

(Bloomberg) -- A Petróleos Mexicanos contratou a mesma representação legal usada pela Eletrobras para auditar seus contratos com a Odebrecht e sua afiliada Braskem em meio à investigação em andamento do Departamento de Justiça dos EUA envolvendo essas duas empresas.

A Hogan Lovells US, que nos últimos dois anos vem realizando uma auditoria interna na estatal Eletrobras relacionada à Operação Lava Jato, foi contratada para realizar uma investigação interna dos contratos da Pemex com a Odebrecht e a Braskem, afirmou a petroleira mexicana, em comunicado enviado por e-mail. O diretor jurídico da Pemex, Jorge Kim, disse na semana passada que a Pemex contratou representação legal para realizar uma investigação interna e "esclarecer os fatos", sem identificar a firma.

Em dezembro, a Odebrecht e a Braskem admitiram pagamento de subornos, violando a Lei de Práticas de Corrupção no Exterior dos EUA. O Departamento de Justiça (DOJ, na sigla em inglês) afirmou que a Odebrecht pagou cerca de US$ 10,5 milhões a funcionários públicos do México entre 2010 e 2014 para conseguir contratos e que foram feitos pagamentos de até US$ 6 milhões a um alto funcionário de uma empresa estatal do México.

O DOJ não confirmou que a Pemex é a empresa estatal do México mencionada na investigação, segundo um representante da Pemex que não pode ser identificado devido à política da empresa.

Em 5 de abril, a Pemex revelou quatro contratos assinados com a Odebrecht e a Braskem entre 2010 e 2015 e reiterou seu compromisso de cooperar com a investigação da Procuradoria-Geral da República do México. A Procuradoria convocou vários funcionários e ex-funcionários da Pemex como testemunhas para a investigação, sem divulgar nomes.

A Eletrobras contratou a Hogan Lovells para analisar possíveis violações da Lei de Práticas de Corrupção no Exterior dos EUA em suas relações com empresas ligadas à Operação Lava Jato em 2015. A Hogan Lovells não respondeu imediatamente aos pedidos para comentar o assunto.

--Com a colaboração de Juan Pablo Spinetto

Versão em português: Patricia Xavier em Sao Paulo, pbernardino1@bloomberg.net.

Repórteres da matéria original: Adam Williams em Cidade do México, awilliams111@bloomberg.net, Isabella Cota em Cidade do México, icota@bloomberg.net.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos