Bolsas

Câmbio

Serviços tecnológicos facilitam processo de imigração aos EUA

Nico Grant

(Bloomberg) -- Se você estiver pensando em se mudar para os EUA, talvez esteja receoso de que este não seja um bom momento.

O muro ainda não foi construído, mas o presidente Donald Trump cumpriu a promessa de restringir a imigração ao país. Essas medidas somaram-se ao que antes já constituía um sistema de entrada labiríntico, criticado por partidos de ambos os lados.

Diversas empresas de tecnologia pretendem amenizar esses problemas. Elas desenvolveram softwares para facilitar esse processo e prometem que os usuários economizarão tempo e dinheiro, em contraste com recorrer a um advogado de imigração tradicional.

"Esse tipo de desenvolvimento tecnológico pode reduzir enormemente o custo, porque, de forma geral, esta é considerada a segunda parte mais complicada da lei dos EUA, depois do imposto de renda", disse Alex Nowrasteh, analista de política de imigração do think tank Cato Institute.

Conheça algumas das opções.

Visabot

Visabot é um serviço automatizado que completa os documentos de imigração dos EUA após conversas por escrito com os solicitantes.

O robô conversa com os clientes pelo Facebook Messenger e pelo site da companhia. Ele faz perguntas simples e ajuda a preencher o requerimento. Os usuários pagam para imprimir os documentos, que devem ser enviados ao governo.

A Visabot, com sede em São Francisco, já ajudou mais de 70.000 clientes ? a maioria, funcionários do setor de tecnologia ? a solicitar os serviços de imigração desde que foi lançada, no fim de 2016. Os fundadores da Visabot afirmam que seu produto custa 10 por cento dos honorários normalmente cobrados por um advogado.

Envoy Global

Fundada em 1998, a Envoy Global foi uma das pioneiras do ecossistema de tecnologia para a imigração. A companhia com sede em Chicago ajuda clientes corporativos a administrar o status de imigração de seus funcionários estrangeiros.

A principal característica que distingue a Envoy de concorrentes mais novas é que seu serviço não é uma alternativa aos advogados. Na verdade, as companhias precisam contratar seu parceiro, o escritório de advocacia Global Immigration Associates, para usar o software.

A Envoy afirma que ofereceu um serviço completo aos 30.000 indivíduos que já ajudou. A empresa esboça e apresenta documentos, além de oferecer um portal e um app com informações atualizadas para os solicitantes, o departamento de recursos humanos, o gerente de contratações e outros.

Boundless

Boundless está preparando seu primeiro produto para o processo de obter o "green card", o visto de residência permanente dos EUA. A companhia captou US$ 3,5 milhões em uma rodada de financiamento em abril, liderada pela Trilogy Equity Partners.

A startup com sede em Seattle, fundada por Xiao Wang, que trabalhava na Amazon, se dedica à imigração familiar. O site fornece às pessoas mais informações sobre a qualificação, o custo e o tempo de espera para o visto. O serviço preenche os formulários dos clientes, que então são enviados para que um advogado os analise. A Boundless não fornece assessoramento jurídico.

Wang, que nasceu na China, disse que a inspiração para a companhia foi sua própria imigração para os EUA quando pequeno. Ao crescer, ele observou o alto custo que seus pais pagaram para imigrar.

"O processo é tão confuso e tão importante, que acabamos pagando o equivalente a cinco meses de aluguel para um advogado de imigração", disse ele.

Para entrar em contato com o repórter: Nico Grant em N York, ngrant20@bloomberg.net.

Para entrar em contato com a editora responsável: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net.

©2017 Bloomberg L.P.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos