Bolsas

Câmbio

Banco venezuelano vale mais que a Apple por distorção de preços

Christine Jenkins

(Bloomberg) -- O que é preciso fazer para tirar da Apple o posto de empresa de capital aberto mais valiosa do mundo? Uma forma de chegar lá é negociar ações na Venezuela, país cuja moeda está fortemente sobrevalorizada.

As ações venezuelanas estão subindo no ranking das empresas mais valiosas da Terra, a tal ponto que na semana passada o banco Mercantil Servicios Financieros ultrapassou por um breve período a capitalização de mercado da Apple e agora voltou novamente para o segundo lugar. Outras cinco empresas do top 20 também são venezuelanas, uma miragem causada pelos controles cambiais combinados com a maior inflação do mundo.

A maior parte da capitalização de mercado teórica de US$ 775 bilhões do banco se vapora se não for usada a taxa de câmbio oficial de 10 bolívares por dólar. O valor seria equivalente a 0,1 por cento da taxa do mercado negro, que a maioria dos venezuelanos tem que usar se querem a moeda forte.

"É uma loucura", disse Asdrúbal Oliveros, diretor da consultoria econômica Ecoanalítica, com sede em Caracas. "Esse é o problema da Venezuela, há uma forte distorção nos preços onde não há uma taxa de câmbio única."

Pela taxa mais forte, o mercado de ações aparece com o valor de US$ 3,7 trilhões, superior ao da Alemanha, e em sua trajetória atual valerá mais do que o mercado dos EUA em menos de um ano. Enquanto isso, de volta ao mundo real, a expectativa é que a economia venezuelana continuará despencando.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos