Bolsas

Câmbio

Uber vai contratar chefe da Expedia como CEO, dizem fontes

Eric Newcomer

(Bloomberg) -- A Uber Technologies contratará Dara Khosrowshahi, da Expedia, para dirigir o gigante global do transporte, disseram duas pessoas com conhecimento do assunto. Ele substituirá o cofundador Travis Kalanick, que levou a empresa a registrar US$ 20 bilhões em reservas anuais antes de os escândalos o forçarem a renunciar.

Com a contratação do CEO da Expedia, a Uber contará com um negociador experiente e um crítico aberto do presidente dos EUA, Donald Trump, acostumado a brigar com um dos maiores rivais de sua nova companhia, a Alphabet. Uma porta-voz dos diretores da Uber confirmou a escolha de um CEO, mas não quis identificar a pessoa e disse que o conselho daria essa informação primeiro aos funcionários. A Expedia não deu retorno imediato aos pedidos de comentários.

Khosrowshahi enfrentará uma série de obstáculos agora que a Uber -- que levantou mais de US$ 15 bilhões de investidores privados -- está se encaminhando para uma abertura de capital ainda sem data marcada. O novo máximo executivo deverá lidar com o prejuízo persistente da empresa, com uma ação judicial por segredos comerciais apresentada pela Waymo, da Alphabet, com uma marca manchada e com o moral baixo dos mais de 15.000 funcionários da Uber no mundo.

O conselho da Uber se reuniu durante o fim de semana para uma última rodada de entrevistas com candidatos e para discutir opções, disseram pessoas com conhecimento do assunto, que solicitaram anonimato porque as deliberações são privadas. Meg Whitman, CEO da Hewlett Packard Enterprise, e Jeffrey Immelt, presidente da General Electric, foram considerados para o cargo.

A decisão do conselho finalmente foi uma surpresa. Khosrowshahi não tinha sido citado publicamente como finalista durante uma busca de CEO cheia de vazamentos, rixas no conselho e uma ação judicial que envolveu dois diretores. Ele aceitou a nominação, disseram pessoas com conhecimento das discussões.

Opositor franco

Khosrowshahi, 48, é um americano nascido no Irã e formado em Engenharia pela Brown University. Ele trabalhou nas áreas de investment banking da Allen & Co. antes de se unir ao bilionário Barry Diller na IAC durante o boom das pontocom. Khosrowshahi encabeçou uma sequência de compras no setor de turismo on-line, expandindo a Expedia, da IAC, com as aquisições da Orbitz e da HomeAway.

Ele também é um dos CEOs do setor de tecnologia mais francos em sua oposição a algumas das políticas do presidente Trump. Ele criticou duramente a proibição de entrada de imigrantes e zombou de Trump no Twitter dizendo várias vezes que o presidente não tinha conseguido "estar à altura das expectativas de seu cargo" depois da resposta aos protestos em Charlottesville, Virgínia. O longo ano de polêmicas na Uber começou em janeiro, quando Kalanick tentou justificar sua posição em um conselho empresarial de Trump e depois acabou se demitindo desse cargo quando os clientes boicotaram a empresa.

--Com a colaboração de Gerrit De Vynck Mark Bergen e Olivia Zaleski

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos