Bolsas

Câmbio

É difícil conseguir emprego em tecnologia depois dos 40

Jeff Green

(Bloomberg) -- Homens e mulheres estão em pé de igualdade no setor de tecnologia, pelo menos segundo um indicador: à medida que envelhecem, ambos têm dificuldades iguais de contratação.

Independentemente do gênero, pessoas entre 52 e 70 anos têm 60 por cento menos chances de contratação para um emprego em tecnologia do que sua participação na força de trabalho sugeriria, segundo uma nova pesquisa da Visier, uma produtora de software de análises de recursos humanos com sede em Vancouver. Trabalhadores um pouco mais jovens, entre 34 e 51 anos, têm 33 por cento menos chances, segundo os dados.

"Aparentemente, a discriminação por idade está no topo da lista", disse Dave Weisbeck, diretor de operações da Visier. As queixas sobre discriminação por idade nas maiores empresas de tecnologia superam as de gênero ou raciais, disse ele.

As grandes empresas de tecnologia já enfrentam a percepção de que suas plataformas são preparadas para favorecer homens na casa dos 20 anos. O Google, da Alphabet, é alvo de uma ação de classe que acusa a empresa de oferecer sistematicamente aos homens salários maiores que os das mulheres. A Microsoft e o Twitter foram processados em 2015 por engenheiras que acusaram as empresas de favorecer homens em promoções. Google, HP e Tesla estão entre as empresas acusadas de discriminação por idade em decisões de contratações e demissões nos últimos anos. Os processos da HP e da Tesla estão sendo encaminhados para arbitragem e os demais estão pendentes de decisão.

Os dados mostraram que os trabalhadores mais velhos em empresas de tecnologia têm mais sucesso do que os funcionários de mais de 40 anos de outros setores, onde as classificações de desempenho tendem a diminuir após os 40, disse ele. O estudo utilizou uma base de dados de 330.000 trabalhadores dos EUA de 43 grandes empresas, sendo 63.000 funcionários e 13 empresas do setor de tecnologia. A pesquisa mostrou que quando os trabalhadores mais velhos são contratados, eles tendem a ser pagos e tratados de maneira justa.

"No setor de tecnologia, você quer pessoas dispostas a entrar em uma startup, trabalhar uma quantidade incrível de horas e fins de semana e fazer acontecer", disse Weisbeck. "Há um preconceito de que esse é o perfil das pessoas mais jovens. Mas existe um equilíbrio que pode ser alcançado com a sabedoria e a experiência."

--Com a colaboração de Peter Blumberg

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos