Bolsas

Câmbio

OMC vai investigar subsídio do Canadá em novo golpe à Bombardier

Bryce Baschuk

(Bloomberg) -- A Organização Mundial do Comércio aprovou o pedido do Brasil de investigar o suposto uso do Canadá de mais de US$ 3 bilhões em subsídios governamentais para produzir aeronaves da Bombardier.

O Brasil iniciou as consultas à OMC em fevereiro, dizendo que o Canadá atuou contra as regras comerciais porque suas políticas reforçaram injustamente a indústria aeroespacial nacional em detrimento da Embraer. O Canadá ofereceu bilhões de dólares em empréstimos, injeção de capital, subsídios e créditos tributários para a Bombardier, disse o Brasil.

A investigação da OMC adiciona pressão sobre a Bombardier poucos dias depois que o Departamento de Comércio dos EUA determinou tarifas nas importações de cerca de 220% a jatos da série C da empresa, após uma investigação que começou depois de uma queixa da Boeing.

Na OMC, o Brasil disse que os vários subsídios a aeronaves pelo Canadá violaram as regras da OMC, uma vez que dependem do desempenho das exportações e exigem o uso de produtos domésticos em vez de produtos importados.

A OMC nomeará três membros do painel de resolução de litígios para determinar se os vários programas de financiamento do Canadá para a Bombardier violaram as regras do comércio internacional. Embora essas investigações geralmente levem menos de um ano, uma decisão neste caso pode ser estendida até 2019 devido a atrasos e falta de pessoal na OMC.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos