Bolsas

Câmbio

Apple chega à indústria da televisão com série de Spielberg

Lucas Shaw

(Bloomberg) -- O plano da Apple para desafiar a Netflix e a Amazon.com no ramo da televisão acaba de ganhar um pouco mais de clareza.

A fabricante do iPhone e do iPad planeja lançar um remake da antológica série de ficção científica "Amazing Stories" ("Histórias Maravilhosas"), de Steven Spielberg, segundo a NBCUniversal, uma das empresas de TV que trabalham com a gigante da tecnologia. "Amazing Stories" seria a primeira série original que a Apple concordou em financiar desde que a empresa de tecnologia mais valiosa do mundo contratou dois executivos da Sony para orientar seus esforços incipientes no ramo de produção para TV.

Após anos vendendo programas de TV e filmes de outras empresas em sua loja iTunes, a Apple resolveu se arriscar em Hollywood e começou a competir com essas mesmas empresas pelos direitos de produzir futuras séries de TV. A empresa prometeu investir US$ 1 bilhão em produções originais no ano que vem e contratou Zack Van Amburg e Jamie Erlicht, da Sony Pictures Television, estúdio que fez "Breaking Bad" e "The Blacklist".

Van Amburg e Erlicht contrataram executivos para supervisionar seus futuros programas e apresentaram ofertas a vários projetos que já estão no mercado.

A Apple está pagando US$ 5 milhões por episódio de "Amazing Stories", segundo o Wall Street Journal, que noticiou o acordo para o programa na terça-feira de manhã. O acordo não está oficialmente fechado, disseram pessoas a par do assunto à Bloomberg News.

"Adoramos estar na vanguarda do investimento da Apple em termos de programação roteirizada e não podemos pensar em uma propriedade melhor que a adorada franquia 'Amazing Stories' de Spielberg", disse Jennifer Salke, presidente da NBC Entertainment, em comunicado.

Nova urgência

Ainda não está claro como a Apple lançará seus programas -- ou quando. Mas a venda de serviços de mídia ganhou nova urgência na empresa com a desaceleração das vendas de iPhones.

A Apple comercializa a Apple TV, um aparelho que permite o acesso dos clientes a uma série de serviços de streaming, como Netflix, Amazon e Hulu. E a empresa lançou recentemente seu próprio aplicativo, que engloba programas de TV e filmes do grupo cada vez maior de serviços de streaming.

Além disso, a Apple vem comprando filmes e programas de TV originais para seu aplicativo de música, o segundo maior serviço pago de música do mundo depois do Spotify. O Apple Music lançou as séries não roteirizadas "Planet of the Apps" e "Carpool Karaoke" e está prestes a liberar um documentário sobre a lenda da indústria da música Clive Davis.

E em meio a todo o barulho dos novos serviços, a Apple ainda opera o iTunes, uma das maiores lojas on-line de filmes e programas de TV do mundo.

--Com a colaboração de Anousha Sakoui

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos