PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

Madeireiras dos EUA planejam fusão em negócio de US$ 1,16 bi

Simon Casey e Jen Skerritt

24/10/2017 15h22

(Bloomberg) -- A Potlatch, produtora de madeira e proprietária de terras florestais nos EUA, fechou acordo para comprar a Deltic Timber por cerca de US$ 1,16 bilhão. O objetivo é incorporar árvores e fábricas no Arkansas e em Louisiana em meio ao fortalecimento da demanda após a recuperação do mercado imobiliário do país norte-americano.

Os investidores da Deltic, que tem sede em El Dorado, Arkansas, receberão 1,8 ação ordinária da Potlatch, que tem sede em Spokane, Washington, para cada ação ordinária da Deltic que detenham, informaram as empresas nesta segunda-feira, em comunicado. O acordo deve criar cerca de US$ 50 milhões em economia de custos após impostos e a conclusão está prevista para o primeiro semestre de 2018.

A empresa combinada se chamará PotlatchDeltic, controlará cerca de 809.000 hectares de terras florestais e terá capacidade para produzir 2,8 milhões de metros cúbicos de madeira e 28 milhões de metros quadrados de painéis de madeira por ano. Além disso, será um fundo de investimento imobiliário (REIT), como a Potlatch. Com a conversão da Deltic para o status de REIT, cerca de US$ 250 milhões em ganhos acumulados serão distribuídos aos acionistas por meio de dividendos em dinheiro e ações.

O acordo ampliará a posição da Potlatch no Arkansas, e as empresas "parecem bastante complementares sob uma perspectiva regional", disse Steven Chercover, analista da D.A. Davidson & Co. em Portland, em entrevista por telefone. O preço dos blocos de madeira provavelmente está perto de seu nível mais baixo e precisará subir para respaldar as avaliações das explorações florestais, disse ele.

As empresas informaram que a PotlatchDeltic será o REIT de madeira com maior exposição ao fortalecimento dos mercados de madeira dos EUA.

Os preços dos troncos do sul do país "parecem ter encontrado um piso", disse John Enlow, CEO da Deltic, na segunda-feira, em teleconferência com investidores. "No devido tempo, haverá modestas melhorias, e poderemos começar a ver um pouco disso no ano que vem."

Essas palavras ecoam as da empresa madeireira Green Diamond Resource, que na semana passada projetou aumentos de preços para o pinheiro amarelo do sul dos EUA, favorecido pela disputa comercial com o Canadá e pelo besouro-do-pinheiro, que também está reduzindo a oferta canadense. A Potlatch e a Deltic afirmam que a capacidade de produção de madeira da empresa recém-criada será "fortemente orientada" ao pinheiro amarelo do sul.

O acordo faz sentido, mas a Potlatch está mais que plenamente avaliada, disse Chip Dillon, analista da Vertical Research Partners. A transação será neutra para os resultados da Potlatch quando as economias de custos de US$ 50 milhões forem concretizadas, e a empresa foi inteligente em usar as ações altamente valorizadas como moeda de troca nesse negócio, disse ele, em nota.

O assessor financeiro da Potlatch na transação é o Bank of America Merrill Lynch, e o assessor jurídico é o escritório Perkins Coie. O assessor financeiro da Deltic é o Goldman Sachs, e o assessor jurídico é o escritório Davis Polk & Wardwell.